Fato Real
Você Repórter

Conselheiro Lafaiete mais articulada com agenda 2030

LafaMob
LafaMob

Como pensar um novo modelo de cidade para Lafaiete? Como pensar uma nova Lafaiete? Essas questões nos aproximam e nos levam a reflexões importantes sobre o nosso município. A primeira e a mais importante delas é entender como as dinâmicas atuais em Lafaiete são complexas, uma cidade com estruturas desconectadas, distante de uma modernização de seus meios de acesso e com uma parte da sua população ficando para trás. Diante do contexto atual que vivenciamos, percebemos que a garantia de que todos na cidade possam alcançar o seu potencial perante sua dignidade, igualdade em um ambiente saudável se demonstra instável em algumas localizações da cidade. São lafaietenses que não conseguem viver conectados a ao município e distantes dos seus direitos básicos de acesso ao município. São pessoas que não desfrutam de uma vida próspera e plena, visando o progresso econômico, social e tecnológico em conformidade com a natureza da cidade. Além disso, Lafaiete vive de distante de proteger nosso meio ambiente, se demonstra afastada dos novos meios de produção, do consumo sustentável e bem longe de uma gestão sustentável.

Por isso, pensar em modelo novo para Lafaiete é pensar um novo alinhamento para o progresso. Faz-se necessário reinventar o município perante aos novos objetivos que o mundo está comprometido. Primeiramente é se comprometer a pensar nossos ambientes públicos, e como estes ambientes fazem parte do cotidiano das pessoas que vivem em nosso município. Pensar uma nova cidade é entrar dentro da realidade daqueles que não se sentem pertencentes ao ambiente público. É compreender que o nosso município necessita se adequar à uma nova perspectiva, que visa repensar as dinâmicas da cidade como um todo, buscando novas alternativas de progresso. Dessa forma, pensar um novo modelo é procurar estabelecer objetivos modernos, que possam ser uma base de diretrizes novas para que possamos estabelecer metas a serem alcançadas em Lafaiete.

Um produto de uma nova ideia, que não será compreendida se não entendermos que os ambientes públicos não são os mesmos para todos. A desigualdade na cidade se demonstra visível em diferentes locais, são localizações afastadas que sofrem com as dinâmicas atuais de atuação do município. São pessoas que sofrem com o acesso à mobilidade urbana, com a segurança, com a educação, com o acesso a alimentos saudáveis e com um ambiente limpo. São problemas graves que exigem um estudo amplo, com dados referenciais dos diferentes bairros da cidade. Contudo, é extremamente importante que as novas candidaturas sejam alinhadas com essas novas ideias para o desenvolvimento do município.

Sabemos da importância dos objetivos para alcançar resultados, por isso a ONU elaborou um plano para proteger o planeta, preservar a vida humana, para garantir a prosperidade, a paz e erradicar a pobreza até 2030. Este conjunto de Objetivos de Desenvolvimento dão forma a Agenda 2030. Junto a eles, as Nações Unidas estabeleceram 169 metas que estabelecem uma conexão deles com a sua aplicabilidade. Essa aplicação se demonstra importante quando analisamos a quantidade de diferenças entre as regiões que temos no Brasil, que podemos visualizar dentro dos nossos municípios. Sabemos que não é fácil alcançar todas metas até 2030, mas, por toda via é importante avançar em todas metas, para que uma nova realidade seja construída.

Em virtude do que foi mencionado, pensar um novo modelo é reinventar uma nova cidade. Não podemos mais ser sustentados por projetos que não cumprem objetivos justos, que não contam com a participação de todos, que não desenvolvam a sustentabilidade e que não cuidam da própria cidade. Portanto, pensar uma Lafaiete mais articulada com a Agenda 2030 é desmembrar novos objetivos e metas para o nosso município. Com isso, traçando um novo caminho de desenvolvimento, colocando em prática novos objetivos, centralizando novos modelos sustentáveis nas três dimensões integradas: social, econômica e ambiental para nossa população. Assim, contando com a participação do setor municipal, privado, da academia e da sociedade civil. Portanto, é necessário ampliar a Agenda 2030 para a nossa cidade, a fim de que esse trabalho de adaptação das metas e indicadores sejam moldados no planejamento de construção de uma nova Lafaiete.

Sendo assim, o LafaMob conta com a participação de 11 movimentos juvenis de diferentes bairros da cidade e com uma grande diversidade de jovens dentro do nosso coletivo. Pois acreditamos que buscar o protagonismo juvenil dentro da cidade não pode estar desalinhado aos novos modais de desenvolvimento. Procuramos buscar novas alternativas para cidade com a participação da nossa juventude, cobrando e construindo uma nova estrutura no município, para que possamos, coletivamente, desfrutar de uma vida próspera e plena. Em meio a isso, é necessário que nesse ano eleitoral, no município, possamos dialogar com os candidatos à Câmara e à Prefeitura, para construir um possível alinhamento com Agenda 2030, já que, no próximo ano, iremos decidir um novo plano diretor para o município com novos planejamentos de desenvolvimento e expansão urbana.

Gostaríamos de salientar que o nosso coletivo não é partidário, prezamos pelo diálogo e pela democracia, dando espaço às inúmeras correntes de pensamento. A Agenda 2030, por sua vez, não pode ser compreendida com um mecanismo ideológico de aplicação, pois os Direitos Humanos, a sustentabilidade e o meio ambiente são objetivos universais e inquestionáveis. Portanto, não se trata de um alinhamento ideológico, mas um alinhamento humanitário. O Coletivo LafaMob se coloca à disposição dos candidatos para que possam compreender melhor as aplicabilidades da Agenda 2030 a fim de que possamos dialogar os objetivos dentro dos projetos que cada candidato tem para o município.

Nossas redes: https://www.instagram.com/lafamob/

Arthur Henrique Gomes de Souza
Coletivo LafaMob

Se você quer ver sua reclamação, foto, denúncia ou elogio no Fato Real; se quer enviar uma pauta ou sugestão de reportagem, envie seu email para [email protected]

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!