Fato Real
Regional

Justiça condena pai a indenizar filha com R$50 mil por abandono afetivo

Uma jovem  hoje com 19 anos, vai receber indenização de R$ 50 mil por dano pela negligência paterna que foi comprovado por laudo psicológico. O pai é de Barbacena.

“Afeto não é coisa, mas sentimento, e é preciso que um pai saiba que não basta pagar pensão alimentícia para dar como quitado o seu dever, que vai além disso. O descumprimento desse dever causa dano, devendo ser reparado por meio de indenização”. Essa foi a conclusão do juiz da 1ª Vara Cível de Barbacena, Lelio Erlon Alves Tolentino, ao reconhecer o abandono afetivo da filha e condenar o pai a pagar R$ 50 mil de indenização por danos morais.

A jovem foi reconhecida oficialmente após exame de DNA feito por determinação judicial em 2005. No entanto, ele nunca participou da criação da menina, agindo como se ela nunca tivesse existido.Na Justiça, ela relatou que, por causa do abandono afetivo, vive triste e angustiada e entrou em depressão, fazendo uso contínuo de remédios. Laudo técnico social comprovou que a ausência da figura paterna causou danos durante toda a infância e adolescência dela.

O pai apresentou contestação, alegando que a mãe da menina sempre dificultou o contato entre eles. Disse ainda que nunca desamparou economicamente sua filha e sempre ficou à disposição para o que fosse necessário.

A decisão é passível de recurso, por ser de primeira instância.

Fonte: Jornal Expresso/Barbacena Mais.

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!