Fato Real
Política Regional

Atividades culturais e parques estaduais terão protocolo de reabertura

Atividades culturais e parques estaduais ganharão protocolos específicos para reabertura na onda amarela do Minas Consciente, plano criado pelo Governo do Estado para garantir a retomada segura e gradual da economia nos municípios. Museus, galerias, bibliotecas, parques e unidades de conservação deverão seguir a lógica modular, como a que foi implementada para academias de ginástica.

A decisão foi tomada na terça-feira (8/9) pelo Grupo Executivo do Centro de Operações de Emergência em Saúde Pública (Coes Covid-19), que avaliou as demandas dos setores e a possibilidade de adaptação sanitária dos equipamentos culturais e naturais do Estado.

O governador Romeu Zema ressaltou que a decisão de antecipar a reabertura para a onda amarela foi tomada após especialistas da Saúde avaliarem que os setores possuem capacidade de se adaptar aos protocolos sanitários e garantir a segurança dos visitantes. “Já estamos observando um cenário mais controlado da pandemia em Minas Gerais e, com isso, será possível liberarmos algumas atividades. Agora, as macrorregiões que estiverem na onda amarela poderão retomar parcialmente as atividades culturais, desde que estejam dentro dos protocolos de segurança. Assim, museus, parques estaduais e outros patrimônios do Estado poderão ser visitados novamente”, afirmou.

Ondas

Conselheiro Lafaiete, Congonhas, Ouro Branco e Barbacena, além de outras cidades da região, que compõem a Macrorregião Centro-Sul de Saúde estão inseridas na Onda Amarela do plano Minas Consciente. Portanto, seriam beneficiadas com esta flexibilização.
Todas as mudanças definidas pelo Comitê passam a valer no próximo sábado (12/9), após publicação no Diário Oficial.

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!