Fato Real
Política

Futuro vereador pretende priorizar emprego, segurança, esporte e qualidade da água em Lafaiete

Vado Silva foi eleito com 885 votos

O Fato Real prossegue com a série de reportagens sobre os novos vereadores eleitos por Conselheiro Lafaiete no último domingo 15/11 com objetivo de apresentar à população os novos representantes no Legislativo local.

A próxima Legislatura da Câmara Municipal de Conselheiro Lafaiete terá dois “Osvaldos”: Professor Oswaldo Barbosa (PP), que ficou com a vaga de suplente em 2016 e exerceu a maior parte do mandato em substituição a Geraldo Lafayette (do mesmo partido); e Osvaldo César da Silva, mais conhecido como Vado. Eleito pelo DC com 885 votos, Vado Silva tem 62 anos de idade e é conhecido do público pela atuação na área da comunicação e atualmente participa do programa de rádio “Carijós contra o Crime” na rádio 92,3 FM.

A campanha

O vereador eleito é aposentado, tem ensino médio completo e a experiência de 19 anos atuando na área da comunicação. Ele conta que, nos 45 dias oficiais de campanha, obteve uma excelente receptividade por parte da população. Vado se valeu do conhecimento acumulado em quase duas décadas em que, como repórter, percorreu bairros e comunidades, vendo de perto os problemas da cidade e levando-os ao Poder Público em busca de providências: “Em momento algum fui oportunista ou tirei disso qualquer proveito pessoal. Fui coerente com as coisas que sempre fiz mostrando as necessidades da população”, esclareceu.

Vado Silva falou também das causas que pretende defender durante o primeiro mandato. O futuro vereador mencionou demandas que, na sua opinião, não têm sido observadas pelos atuais mandatários: “Lafaiete cresceu desordenadamente e a captação de água ainda é pouca; são apenas dois reservatórios. Mas não ouvi ninguém falar isso. Vou cobrar também solução para a ETE, pra cidade ter água tratada. A gente sabe também da necessidade de recuperar o esporte, mas primeiro é preciso organizar os clubes para, depois, cobrar do Poder Público. O que também me preocupa é a questão do emprego. Temos malha ferroviária, estamos próximos à BR-040, possuímos aeroporto, distrito industrial e estamos a 90 km de Belo Horizonte. Temos todos os atrativos, aquilo de que o empreendedor gosta. Por isso temos de cobrar soluções para esse problema”, afirmou o futuro vereador.

Leia também:  Damires Rinarlly: Quem é a futura vereadora de Lafaiete?

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!