Fato Real
Polícia

Outra vítima cai no golpe de venda de carro pela internet e perde quase 10 mil

Após ser tornado público o caso em que uma pessoa foi vítima do golpe do carro clonado e sofreu prejuízo superior a 30 mil reais em Congonhas, outra vítima entrou em contato com o Fato Real e relatou ter caído em armação semelhante perdendo quase 10 mil reais para o estelionatário.

Residente em Santa Luzia (Região Metropolitana de Belo Horizonte), a vítima, que preferiu manter o anonimato, viu o anúncio, num site de classificados, da venda de um carro do modelo que estava procurando e no preço que teria condições de pagar: o valor de tabela era 17 mil reais, mas a transação poderia ser sacramentada por 14 mil. O negociante dizia morar em Entre Rios de Minas, onde também residiria a proprietária do veículo.

Em companhia do noivo, a compradora se dispôs a viajar a Entre Rios para fechar negócio com a dona do carro. Porém, ao longo de todo o percurso de mais de três horas e meia, o intermediário fez questão de monitorar a viagem, manipulando as duas partes até que proprietária e interessada finalmente se encontrassem. Antes, durante o percurso, o estelionatário alegou que a dona do carro lhe devia por um serviço prestado e, por não estar em condições de fazer o pagamento em dinheiro, pretendia quitar a dívida com o valor do automóvel. Já para a dona do veículo a história contada foi na mão inversa: ele é quem estaria devendo à interessada na compra e o carro seria usado no pagamento da dívida.

Após se apresentarem, proprietária e vendedora foram juntas ao cartório formalizar a transferência. Tendo em mãos o recibo de compra assinado por ambas e acreditando ter adquirido o veículo, a mulher se dirigiu a uma agência bancária de Entre Rios para efetuar a transferência do valor acertado para a conta do intermediário. Por sorte, ela só pode transferir pouco mais de nove mil reais e os cinco mil restantes que sacou na boca do caixa não puderam ser depositados eletronicamente porque o sistema bancário local ainda não oferece este serviço.

Somente quando retornou à casa da vendedora, para buscar o carro que havia “comprado” a moradora de Santa Luzia se deu conta de que ambas haviam sido enganadas: o anúncio que a mulher residente em Entre Rios fizera no site de classificados era verdadeiro, mas havia sido clonado pelo bandido, que causou um prejuízo de quase 10 mil reais sem sequer ter se encontrado pessoalmente com nenhuma das duas vítimas. O caso está sendo investigado pela polícia.

A internauta fez questão de contar o que aconteceu com ela para evitar que mais pessoas caiam na mesma farsa.

Leia também:  Vítima cai em golpe de compra de carro pela internet e perde 36 mil. 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!