Fato Real
Polícia

Mulher morta por ex-marido tinha medida protetiva contra ele

A tragédia familiar que chocou Conselheiro Lafaiete na quinta-feira (25/02) poderia ter sido evitada, caso a medida protetiva que a mulher tinha contra o ex-marido tivesse sido respeitada.

A família era de Ouro Branco e residia a pouco tempo na cidade. A mulher trabalhava no comércio e o autor do duplo homicídio era trabalhador de uma siderúrgica. Na porta do apartamento foi encontrado o veículo do homem.

Apartamento em que ocorreu o crime
Apartamento em que ocorreu o crime

O caso

Na manhã desta quinta-feira, Valdivino do Carmo Santos (49 anos), usou uma arma de fogo calibre .38 e matou sua ex-esposa, Gleide Dias Oliveira (47) e seu filho, Arthur César de Oliveira Santos (19). O homem teria descarregado um revólver calibre .38 e recarregado uma segunda vez. Oito cápsulas deflagradas foram encontradas no local.

Polícia foi acionada aproximadamente 12h, quando algumas pessoas deram falta da mulher
Polícia foi acionada aproximadamente 12h

Mãe e filho  foram encontrados mortos no banheiro.  O corpo de  Valdivino foi encontrado em uma cama com um revólver cal. 38, caído ao lado, com todos os indicativos para suicídio.

Os três corpos foram encontrados no apartamento pela PM
Os três corpos foram encontrados no apartamento pela PM

Pesar

O IFMG campus de Ouro Branco divulgou nota lamentando as mortes de Arthur César de Oliveira Santos, aluno do Curso Técnico Integrado em Administração, e de Gleide Dias Oliveira, ex-aluna do Curso Técnico Subsequente em Administração, da instituição de ensino.

Fotos: Fato Real/Ana Cândida.

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!