Fato Real
Lafaiete

Secretária de Saúde traça perfil de pacientes e teme mais casos de Covid em Lafaiete

A maioria dos contaminados pelo novo coronavírus em Conselheiro Lafaiete é constituída por homens na faixa etária dos 30 aos 39 anos. Já a ocorrência de óbitos incide principalmente entre mulheres de 60 a 69 anos que tiveram comorbidades anteriores à COVID-19.

Secretária de Saúde Rita de Kássia
Secretária de Saúde Rita de Kássia

A constatação faz parte do “Conjunto de Dados Epidemiológicos do Município”, que a secretária de Saúde, Rita de Kassia Silva Melo, apresentou em entrevista ao “Jornal Falado Carijós”. Segundo ela, o problema de saúde que mais contribuiu para o agravamento e irreversibilidade do quadro dos pacientes de COVID foi hipertensão arterial, seguida das Doenças Pulmonares Obstrutivas Crônicas (DPOC). O número mais elevado de óbitos se concentrou nos meses de setembro e outubro, conforme atesta a estatística municipal.

Rita de Kássia confirmou que o registro de contágios continua em escala ascendente na cidade. Segundo ela, no período entre abril e outubro o número de casos positivos só aumentou e a incidência de registros começou a acelerar consideravelmente a partir de julho.

Das semanas em que houve maior incidência de contaminações, destaca-se a compreendida entre os dias 13 e 19 de setembro, quando houve 78 casos confirmados; mas a que atingiu o auge de notificações positivas transcorreu entre os dias 18 e 24 de outubro com 98 confirmações.

Aglomerações

Rua Tavares de Melo tem sido palco de aglomerações
Rua Tavares de Melo tem sido palco de aglomerações

A secretária alertou que o aumento de casos tem relação com  as aglomerações públicas que continuam acontecendo na cidade, principalmente aos fins de semana e feriados prolongados.

Dirigindo-se particularmente aos jovens que insistem em desrespeitar as recomendações das autoridades sanitárias e de saúde, ignorando o risco e formando grandes grupos sem distanciamento social, Rita pediu que, pelo menos, eles fiquem atentos ao aparecimento de sintomas característicos da COVID.

Mais casos

Conforme aponta o Conjunto de Dados Epidemiológicos do Município, estes sinais têm se manifestado, em média, 10 dias após o registro de grandes aglomerações públicas, como a que ocorreu no dia 1º de novembro na rua Tavares de melo, que foi dispersada com a chegada da PM. Ela acrescentou que, como as reuniões mais numerosas até o momento aconteceram durante o feriado de 02 de novembro, a expectativa é de que haja um volume significativo de contaminações nos próximos dias.

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!