Fato Real
Lafaiete

Motoboys terão ampliação de prazo para adequação a normas legais

Motoboys passaram a manhã na porta da prefeitura
Motoboys passaram a manhã na porta da prefeitura

Após reuniões realizadas ao longo do dia, os motoboys e motofretistas de Conselheiro Lafaiete houve uma tomada de decisão para continuidade da  prestação de  serviços aos bares, restaurantes, farmácias e outros estabelecimentos comerciais da cidade, que usam o delivery (tele-entrega).

Pelo acordo, costurado com a intermediação da ACIAS (Associação Comercial, Industrial, Agropecuária e de Serviços) e o coletivo Lafamob (grupo suprapartidário formado por jovens), a categoria terá, praticamente, mais um ano de prazo para se adequar às exigências da lei que regulamenta os veículos utilizados pelos prestadores de serviço

Até o dia 10 de dezembro de 2021, motoboys, mototaxistas e motofretistas deverão fazer um curso específico de capacitação e precisarão providenciar toda a documentação pertinente ao exercício da profissão, bem como adaptar suas motos às condições impostas para a regularização, que exige a chamada placa vermelha.

De acordo com o presidente da ACIAS, Leandro Reis Chagas, a entidade vai elaborar uma espécie de cadastro positivo que reunirá os motociclistas em conformidade com a legislação, cuja contratação dos serviços será recomendada aos contratantes.

Pauta de reivindicações foi entregue
Pauta de reivindicações elaborado com apoio do Lafamob foi entregue

Ficou acertado em reunião que contou com presença de representantes da classe, vereadores eleitos, empresários e ACIAS, da qual o Fato Real participou, que os motoboys e motofretistas participarão de um  reunião, no próximo dia 13 de janeiro, na sede do 31º Batalhão da Polícia Militar, quando deverão apresentar dados pessoais e dos veículos para aderirem a este cadastramento. Há intenção de que os bons profissionais recebam uma espécie de selo que ateste a conduta deles.  Na reunião agendada para o mês que vem  eles terão oportunidade de apresentar outras reivindicações reunidas em uma pauta, como a conduta policial nas abordagens.

Empresários, motofretistas e políticos em reunião
Empresários, motofretistas e políticos em reunião

Outra medida anunciada no encontro é que as empresas e a Polícia Militar vão criar um grupo de interação destinado a reprimir os motociclistas que insistirem em infringir a lei mantendo o escapamento das motos aberto, trafegando na contramão e exibindo nos veículos adesivos com slogans de incitação à violência e à desobediência civil. Segundo Leandro Chagas, trata-se de uma parcela pequena, que não reflete o pensamento da classe dos motoboys, mas que precisa ser contida.

Também houve uma concentração de esforços para que as motos apreendidas ontem fossem liberadas para os proprietários nas próximas horas.

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!