Fato Real
Lafaiete

Lafaiete tem plano de contingência para o período chuvoso

Conselheiro Lafaiete tem um plano de contingência para o período chuvoso que ocorre entre outubro de 2019 até março de 2020.

A cidade sofre com problemas de inundação em períodos chuvosos/Arquivo

O plano foi desenvolvido pela Defesa Civil de Conselheiro Lafaiete com o apoio do coordenador de Defesa Civil da AMALPA, Ademir Inácio, sendo composto pelas principais áreas de riscos a inundações e deslizamentos do município.

O prefeito Mário Marcus ressaltou a relevância do trabalho que é executado pela equipe da Defesa Civil e comentou que a administração municipal se antecipa ao período chuvoso com diversas ações que foram realizadas, bem como já está com o plano de ação pronto para ser executado em relação aos rios Bananeiras e Ventura Luiz, entre outras obras e serviços direcionados à prevenção de riscos à população.

O Coordenador da Defesa Civil o Engenheiro Augusto Júnior Araújo apresentou as principais áreas de riscos de inundações e deslizamentos do município. Ele explicou que o foco do planejamento é de que o município esteja resiliente durante este período. “Para tal foi necessário traçar estratégias e diretrizes juntamente com as forças de segurança e defesa além de diversos setores do município”, comentou.

Apresentação do plano aconteceu na sede da Amalpa

Com esta mobilização participaram da reunião de apresentação do plano,  o Corpo de Bombeiros Militar, Tiro de Guerra, Guarda Municipal, AMALPA, Defesa Civil, Secretaria de Defesa Social, Secretaria de Desenvolvimento Social, Secretaria de Obras, PAS – Bombeiros Civis, Departamento de Trânsito, Setor de Transportes, Secretaria de Educação, Setor de Comunicação da Prefeitura e o Eng.º Segurança Luís Hugo.

Para o Coordenador Augusto o Plano de Contingência tem como principal objetivo traçar os procedimentos a serem adotados de imediato pelos órgãos e entidades envolvidas nos caso de sinistros a fim de obter resposta rápida a emergências e desastres relacionados a eventos naturais. Por meio do Sistema de Comando em Operações (SCO), deverão estar organizados e em alerta para realizar os trabalhos urgentes para prestarem ações de socorro, ajuda humanitária, encaminhamento de desabrigados e desalojados, reabilitação dos ambientes, com o intuito de minimizar os danos às pessoas e prejuízos decorrentes.

Além da ação em situações de urgência e emergência a Defesa Civil atua diariamente nas questões relacionadas ao cadastro e monitoramento de áreas de risco, no estado de alerta, alarme e nas atividades de resposta.

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!