Fato Real
Destaque Lafaiete

Fusão com CAPS preocupa mães de crianças do Instituto São Dimas

Reunião na manhã de hoje sobre a fusão
Reunião na manhã de hoje sobre a fusão

Na manhã desta terça-feira 16/02, a secretária municipal de Saúde de Conselheiro Lafaiete, Rita de Kássia Silva Melo, e sua equipe estiveram reunidos com os presidentes dos conselhos municipais a fim de explicarem a reestruturação que acontecerá na saúde e que envolverá o Instituto São Dimas, importante órgão municipal que dá apoio às crianças e adolescentes nas áreas da assistência social, terapia ocupacional, psicologia, entre outras.

Na última semana foi tornado público que haverá uma fusão do Instituto com o Centro de Apoio Psicossocial (CAPS Infantil).

Segundo publicação na rede social do Conselho Municipal de Defesa da Pessoa com Deficiência, foi relatado que o órgão precisa ser integrado efetivamente ao sistema de saúde visando o tipo de atendimento que realiza. A Secretária abordou também sobre o papel essencial que esse órgão realiza no acompanhamento das famílias e ressaltou sobre a parceria de referência com as escolas públicas no acompanhamento social e emocional dos alunos.

Os profissionais do Instituto São Dimas serão reintegrados ao sistema e farão parte da RAPS (Rede de Atenção Psicossocial) que é uma política pública nacional para a promoção da saúde envolvendo as áreas da educação e da promoção social.

Rita de Kássia ainda ressaltou na reunião que a proposta é agilizar processos, desburocratizar, ajustar as falhas existentes e cumprir com a legislação.

Neste próximo mês a equipe realizará um levantamento dos atendimentos e todos serão agendados para esse ano, lembrando que quem já estava em tratamento não perderá a vaga.

Preocupação

Algumas mães, cujos filhos são atendidos no Instituto São Dimas entraram em contato com o Fato Real e demonstraram preocupação com a fusão. Para algumas a iniciativa será prejudicial para as crianças que são atendidas com terapias fisioterapia, fonoaudiologia, e outras e “se resume em acabar com as intervenções fazendo do Instituto e do CAPS somente local para atendimentos psiquiátricos infantis”.

Para algumas mães de crianças do Instituto, a fusão vai beneficiar somente os atendidos do CAPS Infantil e os filhos poderão o acompanhamento multidisciplinar que hoje recebem. “Nossa intenção é ter visibilidade e mostrar que o projeto pegou todos de surpresa. E que ainda nem foi comunicado aos pais. Nós queremos respostas de como ela será feita e o que vai ser feito com os pacientes do Instituo. Nossas crianças serão extremamente prejudicadas”, opina Rafaella Santos, mãe de um garotinho de 2 anos, autista e que faz as intervenções no São Dimas.

Outros pais também manifestaram junto ao Fato Real outras preocupações e se posicionaram contra a fusão. Pelo que foi apurado pela nossa equipe uma reunião deverá ocorrer  nesta quarta-feira (17) com participação de algumas mães para esclarecer dúvidas sobre o assunto.

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!