Fato Real
Gerais Lafaiete

Cães em fúria massacram rebanho e matam mais de 20 cabritos em Lafaiete

Moradores da rua Victor Purri, no bairro Rochedo, em Conselheiro Lafaiete, foram surpreendidos por uma cena assustadora . Na madrugada de quarta para quinta-feira 26/11 um bando de cachorros ferozes, muitos deles aparentando serem cães de caça e que ninguém sabe de onde saíram, invadiu um lote – conhecido pela população como antigo terreno do Roney – e estraçalhou um rebanho de cabritos que pastava no local. Segundo os moradores mais de 20 animais  foram aniquilados  e mortos pela fúria dos cães.

Moradores próximos  relatam ter ouvido o barulho do ataque ainda na madrugada. E pela manhã se depararam com os animais já sem vida. O Fato Real esteve no local e ouviu deles o temor de que a ferocidade dos cães se volte contra as crianças que costumam brincar nas imediações e disse que é preciso urgentemente identificar o proprietário da matilha. Um dos indícios de que o dono possa morar perto foi o fato de alguns cães arrastarem os cabritos para uma residência específica, sinal de que poderiam conhecer ou até viver naquele lugar.

Moradores relatam momentos de horror ao verem  os cachorros perseguindo alguns cabritos depois de já terem matado vários deles. Inclusive uma cabrita prenha. Adultos, jovens e crianças  disseram ter chorado ao ver as cenas.

No começo da tarde um dos animais atacados ainda estava vivo, mas morreu horas depois.

Passado o impacto da cena dantesca, a comunidade tem agora uma grave preocupação, já que dois dias se passaram desde o ataque dos cães os restos mortais dos animais, que continuam espalhados pelo terreno. O mau cheiro já atrai urubus para o local.

O proprietário dos cabritos é um senhor adoentado que até esteve no terreno, mas não tem condições de resolver o problema.  Por isso, os moradores da rua Orival Nogueira buscam a solução, já que também são afetados. A via é paralela onde tudo ocorreu.

Vizinhos entraram em contato com o atual dono do lote, que autorizou a entrada da equipe da prefeitura para retirar os restos mortais dos cabritos, o que deve ocorrer nas próximas horas. O vereador Pedro Américo esteve no local e também tentou acionar a Vigilância Sanitária e Centro de Controle de Zoonoses.

Não está descartada a hipóteses do episódio ter sido criminoso. Pessoas disseram que pelo menos sete cães foram vistos no local e pareciam animais treinados para atacar.  Segundo informação a que o Fato  Real teve acesso, a polícia irá investigar o caso.  Por isso,  a demora em remover os animais mortos do local do ataque.

Fotos e vídeo: Fato Real.

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!