Fato Real
Gerais

Nota de pesar pelo falecimento de Pe. Flávio Leonardo

A Prefeitura de Congonhas lamenta o falecimento do Padre Flávio Leonardo Santos Campos, de 44 anos, nesta segunda-feira, 31 de agosto, e oferece seus préstimos à família e amigos. Natural de Congonhas, o vigário redentorista se dedicava às atividades sacerdotais na Igreja São José, no Centro da Capital Mineira, e coordenava as obras de restauração daquele templo católico.

A missa de exéquias (honras fúnebres) será realizada terça-feira, 1º de setembro, às 9h, na Igreja São José, seguida do sepultamento em Belo Horizonte.

Padre Flávio Leonardo Santos Campos nasceu, em Congonhas, no dia 18 de agosto de 1976, filho de Nivaldo Pascoal Campos e Maria de Fátima dos Santos Campos.

Entrou para o seminário Redentorista em 1993, na Comunidade Vocacional Santo Afonso, em Juiz de Fora (MG). Dois anos depois, já na Comunidade Vocacional São Clemente, estudou Filosofia na Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF). Com a conclusão da faculdade, continuou sua formação na Província do RJ-MG-ES no Ano SPES, em 1998. Professou os votos temporários no dia 08 de dezembro de 1999, em Curvelo (MG), onde 4 anos depois também realizou sua profissão perpétua.

De 2000 a 2003, cursou Teologia na Faculdade Jesuíta (FAJE), em Belo Horizonte (MG), dando prosseguimento ao processo formativo Redentorista. No dia 21 de agosto de 2004, foi ordenado sacerdote em sua terra natal, Congonhas. A partir daí, residiu nas seguintes Comunidades: Cariacica/ES (2004-2009), onde foi Vigário Paroquial (2004-2005), Pároco (2006-2009) e Reitor (2007-2009); Glória – Juiz de Fora (2009-2011), comunidade na qual exerceu a função de Pároco; e São José/Belo Horizonte (2011-2020), onde atuou como Vigário Paroquial e Ecônomo. Desde 2015, Pe. Flávio era o Secretário de Administração da Província do Rio.

Sua trajetória como Missionário Redentorista foi marcada pelo compromisso e seriedade com a economia e administração da Província, pela solidariedade através da coordenação das obras sociais, pelo zelo com a Juventude Redentorista e pelo cuidado e imenso carinho com o qual se empenhava na conservação do Acervo Histórico e da memória da Congregação Redentorista. Homem simples, de poucas palavras mas de grande fé e enorme coração! Cumpriu sua missão em favor dos mais pobres e abandonados.

Com informações do site www.provinciadorio.org.br

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!