Fato Real
Gerais

Lafaietense morre enquanto família buscava doadores de sangue

“Não deu tempo”. Assim expressou um familiar de Felício Duarte (55) para informar ao Fato Real sua morte, horas depois de solicitar uma campanha para doação de sangue em seu benefício.

Morador de Buarque de Macedo, Felício Duarte estava no Hospital Mater Dei, em Belo Horizonte para tratamento oncológico. Ontem uma pessoa da família informou que ele necessitava de doadores de sangue.

A família chegou a mobilizar as redes sociais e o Fato Real publicou o apelo. È praxe que familiares de internados busquem doadores para repor o estoque de sangue que foi destinado aos pacientes.

Banco em Lafaiete

O posto está sendo instalado na UBS da Linhazinha
O posto está sendo instalado na UBS da Linhazinha

Devido à falta de um banco de sangue, voluntários de Lafaiete precisam ir à Belo Horizonte  ou São João del Rei para fazer a doação. Além disto, a  pandemia da Covid-19 está dificultando encontrar doadores.

A expectativa da população é grande por esta instalação, já anunciada algumas vezes, e não concluída. Há um ano, em janeiro de 2020, um dia após o Fato Real divulgar o caso da lafaietense Tatiane Nayara Ferreira, portadora de Lúpus, que estava precisando de doadores de sangue, a prefeitura de Lafaiete em release enviado à imprensa afirmou que as obras do Posto Avançado de Coleta de Sangue (PACE) já tinham sido iniciadas e estavam a todo o vapor.

A previsão era que o posto fosse inaugurado e iniciasse as atividades no começo do ano passado. O que não ocorreu.

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!