Fato Real
Coluna Vou Falar - por Aaron Fenix

Foi necessário. Infelizmente!

De tantos escritos sobre esse momento que a humanidade está passando, ninguém descreveu até agora tão bem essa transformação que estamos passando. Embora esteja circulando nas redes sociais, lá ele não está completo e transcrevo para vocês na íntegra essa verdadeira jóia escrita por Augusto Cury e que nos leva a refletir profundamente: FOI NECESSÁRIO INFELIZMENTE.

Foi necessário um vírus para desacelerar o planeta e nos levar a mergulhar no mais complexo dos planetas, a nossa mente. E nos encorajar a nos conhecer um pouco mais, incluindo nossos medos e nossa pequenez. Foi necessário um vírus para causar um terremoto em nosso orgulho e nos lembrar que a vida é um espetáculo único, irrepetível e imperdível! Foi necessário um vírus para percebermos a importância e fragilidade dos nossos idosos e enxergarmos que eles simplesmente nos deram a vida e são um tesouro inestimável da humanidade! Foi necessário um vírus para os pais acordarem para não educar seus filhos a serem consumistas, para dar a eles aquilo que o dinheiro jamais pode comprar: sua história! Agora eles têm a oportunidade de falar de suas lágrimas para crianças e adolescentes, aprenderem a chorar as delas, de dialogar sobre suas perdas e fracassos, para que eles entendam que não há céu sem tempestades, e que jamais devem desistir da vida, mesmo que o mundo desabe sobre elas!

Foi necessário um vírus para nos recordar da fascinante sabedoria do Mestre dos mestres, que ao ser traído por Judas, o chamou de amigo, pois ele não tinha medo de se traído, mas de perder um amigo. Para ele os amigos eram caríssimos! E este pequeno e invisível vírus agora nos tem feito enviar mensagens aos nossos amigos que estavam no rodapé da nossa história: “Por favor, se previna, se cuide”!

Foi necessário um vírus para entendermos que, independente da classe social, raça, religião e sexualidade somos todos seres humanos incríveis e que deveríamos amar mais e julgar menos. Foi necessário um miserável vírus para nos mostrar que o culto a celebridade é uma estupidez intelectual, que não há nenhuma diferença entre um anônimo ou alguém que vive debaixo dos holofotes da mídia! Sim. Foi necessário um vírus para nos mostrar que só é digno do poder quem é desprendido dele, quem o usa para servir a sociedade e não para que a sociedade o sirva! Foi necessário um vírus para termos muito mais cuidado com a higiene, para cozinharmos juntos em família alimentos mais saudáveis e comer menos fast food!

Um invisível vírus, portanto, nos dá a oportunidade para que apontemos menos as falhas e celebremos mais os acertos de quem amamos, pois quem é um apontador de falhas está apto para conviver com máquinas e não com seres humanos. Foi necessário um vírus para nos levar a aprender que há um charme nos defeitos suportáveis dos outros, a ser mais leve, dar mais risadas das nossas tolices, chatices e manias, nesta época de quarentena.

Esse vírus é terrível, não deveria abater a humanidade, mas já que temos sido abalados por ele, vamos mostrar para nós mesmos, que sairemos muito melhores emocionalmente, mais sábios socialmente e mais poderosos intelectualmente. As lições foram dadas. Agora só nos resta aprendê-las humildemente! AUGUSTO CURY.

Tô Sabendo e Vou Falar!
 Aaron Fênix

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!