Fato Real
Regional

Queluzito busca filiação ao CODAP

Queluzito busca filiação ao CODAP

A assembleia de prefeitos do Consórcio Público para o Desenvolvimento do Alto Paraopeba aprovou o ingresso de Queluzito ao CODAP  durante a reunião de novembro, ocorrida em Conselheiro Lafaiete, nesta semana.  Caso a Câmara Municipal da cidade autorize a entrada do município no consórcio, este irá se juntar a Brumadinho, Caranaíba, Catas Altas da Noruega, Congonhas, Conselheiro Lafaiete, Cristiano Otoni, Entre Rios de Minas, Jeceaba, Moeda, Ouro Branco, Piranga, São Brás do Suaçuí, Senhora de Oliveira e Santana dos Montes.

Inspeção Regional

Prefeito Celinho (ao centro), secretário Rodolfo Gonzaga (à esquerda), diretor Dimas Mariosa (à direita)

Além do Projeto de Lei solicitando autorização para que Queluzito se associe ao Codap, o prefeito Célio Pereira de Souza (Celinho) irá encaminhar à Câmara Municipal outro Projeto de Lei visando à adesão do município ao Sistema de Inspeção Regional (SIR),  que é realizado de forma consorciada entre cidades circunvizinhas, também por meio do Codap. Elas delegam à entidade a competência para verificar as condições de funcionamento de estabelecimentos e os registra. Os objetivos são garantir segurança alimentar à população e proporcionar aos produtores darem vazão a suas mercadorias em outros lugares.

“Queluzito tem uma grande produção de queijo Minas Frescal e agora queremos ampliar a de ovos e peixes. O SIR do Codap trará muitos benefícios, como a regularização da produção e da venda dos nossos alimentos, trazendo um crescimento para o pequeno produtor, gerando emprego e renda”, diz o prefeito.

O Codap já entregou em julho deste ano a 1ª Certificação Regional de Produtores Rurais. Na oportunidade, foram beneficiados oito estabelecimentos produtores de alimentos de origem animal, que se adequaram às normas sanitárias do Serviço de Inspeção Regional. Por decisão do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, a partir de 2020, produtos de origem animal inspecionados por consórcios públicos municipais que aderirem ao Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal (Sisbi-POA) poderão ser comercializados nos territórios das cidades integrantes do consórcio. A medida, prevista no Decreto 10.032, atende uma antiga demanda dos municípios e ampliará o mercado para os produtores rurais de grande parte do país.

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!