Fato Real
Regional

Projeto de segurança “Olho Vivo” será implantado em Congonhas ainda em 2019

O prefeito José de Freitas Cordeiro já homologou o contrato para execução do projeto do Sistema de Videopatrulhamento Urbano “Olho Vivo”. O projeto básico foi elaborado pela Diretoria de Tecnologia da Informação, vinculada à Secretaria de Administração da Prefeitura. Já o executivo e a implantação ficarão a cargo da empresa Optmus Telecom, vencedora do processo licitatório feito pelo município. O vereador Marcos Rezende Amaro (Coruja) também havia apresentado projeto na Câmara Municipal solicitando do Poder Executivo a implantação do videomonitoramento na cidade. Este documento foi encaminhado, na época, ao governo municipal.

O sistema segue as mesmas características técnicas do implantado pela Polícia Militar de Minas Gerais. Além de elaborar o projeto básico e contratar o executivo, a prefeitura irá adquirir todos os equipamentos necessários, enquanto a PM ficará responsável pelo monitoramento e a operação policial, quando necessário. A sala de monitoramento ficará no Quartel da Polícia Militar.

Prefeito e Comandante da 73ª Cia. PM assinam documento de parceria para o “Olho Vivo”

Orçado em R$ 1.245.000,00 (um milhão, duzentos quarenta e cinco mil reais) o projeto será custeados pela Prefeitura e desenvolvido em parceria com a PM. A previsão é de que a operação do “Olho Vivo” inicie até setembro deste ano.

Entre as áreas que receberão as câmeras estão o Centro, as entradas da cidade e o Santuário do Senhor Bom Jesus de Matosinhos.

Modelo de sala de monitoramento

O “Olho Vivo” tem por objetivo reduzir a incidência de crimes, como furtos e roubos. O novo comandante da 73ª Companhia da Polícia Militar, Major Gledson Píramo Bruno da Silva, afirma que este é um equipamento essencial e indispensável para a segurança da cidade. “Este sistema nos auxiliará muito nos dois conceitos de segurança com que a PM trabalha: a subjetiva, que remete à sensação de segurança, quando o cidadão sabe que há algum órgão ou instituição monitorando o criminoso; a objetiva, aquela quando você vê policial atuando contra o crime. Este projeto, da forma como está sendo elaborado é piloto em toda a nossa região, não há outro nestes moldes. Parabenizo à atual Administração Municipal, por isso. Como este projeto visa a proteger o cidadão ordeiro, aquele que é desordeiro, como diz o nome o próprio nome, fique de “Olho Vivo””.

O “Olho Vivo” é uma conquista do cidadão congonhense e o cumprimento de uma promessa que havíamos feito com o comércio de Congonhas”, comenta o prefeito Zelinho.

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!