Fato Real
Regional

Hospital psiquiátrico de Barbacena é opção para receber autor de facada em Bolsonaro

Adélio Bispo pode ir para hospital psiquiátrico em Barbacena. Foto/Polícia/Divulgação

O reconhecimento oficial de problemas mentais pode levar Adélio Bispo para Barbacena. A condição de ser uma pessoa inimputável pela Justiça, ou seja, isenta de sentença condenatória em razão de doença mental que o torna incapaz de entender o caráter ilícito do fato por ele praticado, leva o autor da facada no então candidato à Presidência da República Jair Bolsonaro ao cumprimento de uma  imposição de medida de segurança de internação em manicômio judiciário ou outro estabelecimento adequado. Adébio Bispo foi diagnosticado como portador de transtorno delirante persistente, o que o torna inimputável pelas leis brasileiras. O estado mental de Adélio foi certificado em pareceres médicos apresentados pela defesa e acusação.

Adélio iniciou cumprimento da pena na Penitenciária Federal de Segurança Máxima de Campo Grande (MS) e já fez um pedido para ser transferido para Montes Claros, no Norte de Minas, sua terra natal.  Por outro lado, o advogado dele,   Zanone Manuel de Oliveira, segundo reportagem do Jornal Estado de Minas, declarou que se o Adélio vier para o sistema de custódia Minas Gerais o objetivo é que ele possa ser encaminhado para um local mais próximo da família, em Montes Claros ou em alguma outra cidade do Norte do estado. Acontece que na região não existe unidades prisionais para sentenciados com problemas mentais. “Se não tiver jeito, (o destino de Adélio) será o Hospital Psiquiátrico Jorge Vaz mesmo, em Barbacena”, declarou o advogado. Na prática, o hospital psiquiátrico e de custódia da cidade do Campo das Vertentes é o único manicômio judiciário de Minas Gerais.

Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro anunciou que vai recorrer contra a decisão judicial, por entender que foi vitima de uma tentativa de homicídio e que teve mandante. “Tenho convicção de quem foi, mas não posso falar que eu não quero fazer um pré-julgamento de ninguém. E estou tomando providências jurídicas do que eu posso fazer. Vou recorrer. Normalmente o Ministério Público pode recorrer também”, disse o Presidente .

Fonte: Jornal Estado de Minas

 

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!