Fato Real
Destaque Política

Vereadores retomam atividades discutindo sobre aumentos de tarifas

Prefeito prestigiou primeira sessão de 2019 na câmara

Terminado o período de recesso, os vereadores de Conselheiro Lafaiete abriram oficialmente nesta terça-feira (05/02) os trabalhos legislativos de 2019. A primeira sessão ordinária do ano foi comandada pelo novo presidente, Fernando Bandeira (PTB), e prestigiada pelo prefeito Mário Marcus (DEM), que compareceu pessoalmente à reunião.  Estiveram ausentes os edis Chico Paulo (PT) e Alan Teixeira (PHS). O primeiro por problema de saúde e o segundo em período de licença paternidade.

O chefe do Executivo apresentou um balanço de sua gestão na primeira metade do mandato e ressaltou a importância da parceria e harmonia entre os poderes Executivo e Legislativo em prol da cidade.

Barragem

O início das discussões foi precedido por um minuto de silêncio em memória das vítimas da tragédia de Brumadinho. O vereador João Paulo Resende (DEM) solicitou que a Câmara enviasse ao Legislativo e à prefeitura daquela cidade as condolências do povo lafaietense.

Vereadores fizeram silêncio em homenagem às vitimas da tragédia em Brumadinho

Em seguida, o novo presidente mencionou a preocupação dos moradores do bairro Morro da Mina e adjacências com a segurança da unidade da mineradora Vale existente na região: “Participamos de duas reuniões no bairro Morro da Mina e a população está muito preocupada. Até fizemos um requerimento solicitando a realização de audiência pública, já neste dia 08 de fevereiro. Mas, com base nas ações já programadas e pontos de vista das pessoas que participaram das reuniões, de representantes da Fundação Estadual do Meio Ambiente e técnicos do Ministério Público que estiveram visitando a Vale, achamos melhor não solicitar a audiência. As informações são de que no local não existe a barragem que tanto assustava os moradores, principalmente os pais de alunos que estudam na Escola Meridional”, justificou o presidente da Câmara.

Reajustes

 

Na primeira sessão do Legislativo, a “Palavra Franca” e a “Ordem do Dia” foram dominadas por outros assuntos que estão tirando o sono dos lafaietenses nos últimos dias: o aumento no valor das contas de água e o reajuste iminente da passagem do transporte coletivo. Alguns edis informaram que solicitaram informação da Copasa sobre o aumento nas contas de água e aguardam retorno. O lafaietense vem pagando quase o mesmo valor  de consumo de água e de taxa de tratamento de esgoto. Há quem que o valor das contas dobrou nos últimos meses.

Sobre a passagem do transporte coletivo, o vereador João Paulo apontou o excesso de gratuidade como um dos fatores que contribuem para o aumento das passagens. O vereador André Menezes (PP) citou o mau estado dos coletivos em circulação: “São ônibus estragando nas ruas, veículos sem manutenção e com defeitos mecânicos. A população é contra o aumento porque empresa não presta um serviço de qualidade”, afirmou.

Reunião

Na tarde desta quarta-feira (06) será realizada na Câmara uma reunião para discutir o reajuste da tarifa dos ônibus. A Viação Presidente pleiteia um aumento em torno de 25% que faria a tarifa saltar dos atuais R$3,00 para R$3,70. Alguns vereadores fizeram questão de frisar que a Câmara não decide sobre o reajuste da passagem de ônibus e apenas cedeu espaço físico para a reunião, prevista para acontecer a partir das 16h. A atribuição de determinar o valor do reajuste, conforme lembrou o vereador Sandro Barbosa (PSDB), cabe ao Conselho Municipal de Trânsito e à Prefeitura.

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!