Fato Real
Política

Vereadores negam que Câmara esteja travando licitações da prefeitura

O vereador Sandro José (PSDB) elevou o tom da crítica ao Executivo de Conselheiro Lafaiete. O motivo mais uma vez foi ligado às licitações.

A licitação é o procedimento administrativo usada pelo serviço público para as contratações de serviços, aquisições de produtos, ou até mesmo para registrar preços para contratações futuras. Ou seja, para fazer uma obra ou comprar algum bem, a prefeitura precisa fazer a licitação que define a empresa que vai executar, o preço do material a ser comprado, etc. O procedimento é complexo, burocrático, demorado e às vezes também, usado como desculpas por administradores públicos para justificar a não realização de obras e serviços.

 Na sessão da Câmara Municipal de Lafaiete da terça-feira 18/06 as licitações voltaram a serem alvos de críticas, e com um agravante. O vereador Sandro José denunciou que membros do Executivo estariam acusando o Legislativo de emperrar a implementação de soluções para problemas crônicos do município: “Nós vereadores temos responsabilidade pelas licitações feitas pelo Executivo? Soube que, quando pessoas do Executivo foram procuradas, estas disseram que, infelizmente, a Câmara Municipal de Conselheiro Lafaiete tem emperrado as licitações para que as coisas possam acontecer, como, por exemplo, as pontes dos bairros Real de Queluz e São José. Licitação é de responsabilidade do Executivo e é ele quem tem de tomar providências. Não somos nós vereadores que autorizamos; nós contribuímos com sugestões e cobramos do município para que ele aja como deve agir. E aqui cabe a pergunta: que política temos vivido em Lafaiete? A política de tirar a responsabilidade das costas de um e colocar nas costas de outro? É preciso honradez e personalidade pra saber das coisas; é preciso conhecimento para ocupar os cargos”. Apesar do desabafo, o vereador não citou nomes daqueles que estão acusando o Legislativo de emperras as licitações, mas fez questão de dizer que as críticas não foram feitas pelo prefeito Mário Marcus, mas por pessoas que trabalham na prefeitura.

O presidente da Câmara, vereador Fernando Bandeira, reforçou as críticas do colega: “É muito fácil criticar através do Facebook, atrás de um computador. Já passou da hora dessas pessoas que gostam de fazer a política do quanto pior, melhor, criarem vergonha na cara, pensar que somos todos cidadãos lafaietenses, independentemente de bandeiras, e lutar pelo crescimento do nosso município”, arrematou o chefe do Legislativo, que disse estará disposto de ir à justiça para mostrar que como vereador não tenta emperrar as licitações da prefeitura de Lafaiete.

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!