Fato Real
Política

Vereadores fazem sessão itinerante e populares se irritam por não poderem se expressar

Os vereadores de Conselheiro Lafaiete saíram do Plenário da Câmara Municipal e promoveram uma Sessão Itinerante nesta quinta-feira (21/11), visitando nesta oportunidade o bairro Morro da Mina e comunidades adjacentes.

Também foram citadas ruas sem iluminação pública e imóveis sem passeio

Duas horas antes da abertura oficial dos trabalhos, assessores da Casa Legislativa estiveram na Escola Municipal Nilce Moreira registrando queixas e reivindicações da população. Entre elas, o término da quadra esportiva e obras para melhorar a segurança e mobilidade dos alunos e funcionários da própria escola que abrigou a sessão ordinária; intervenções para melhorar o trânsito, principalmente na rua Minas Gerais, onde o tráfego flui atualmente em mão única, causando morosidade e o risco iminente de acidentes; capina de vias públicas e recolhimento de animais peçonhentos, como escorpiões, cuja proliferação encontra condições favoráveis em lotes mal cuidados e com mato alto que vem sendo usados como esconderijo por traficantes e usuários de drogas.

Durante a reunião, alguns moradores manifestaram descontentamento ao serem comunicados de que, por determinação contida no Regimento Interno da Câmara, não poderiam se manifestar durante a sessão, apesar de ela estar sendo realizada na comunidade. Houve um início de discussão e o presidente da Câmara, Fernando Bandeira interviu e esclareceu o regulamento.

Um morador questionou por que o Legislativo não organizou sessões itinerantes como a desta quinta-feira no primeiro ano da atual legislatura. Desta forma, segundo ele, os vereadores teriam tempo hábil para conhecer as necessidades dos bairros e lutar pela concretização dos anseios dos moradores. Do contrário, argumenta o cidadão, “nem uma colocação de lixeira poderá ser contemplada”.

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!