Fato Real
Política

Vereador defende fracionamento de tempo e valor do estacionamento rotativo em Lafaiete

Tarifa atual

A cobrança pelo estacionamento rotativo em Conselheiro Lafaiete voltou à tona no Legislativo local. Na sessão ordinária desta terça-feira (11/06), quem voltou ao assunto foi o vereador Oswaldo Barbosa (PP), que informou que entrará com requerimento para que seja analisada a possibilidade do fracionamento do tempo de uso e do valor cobrado pelo rotativo. Atualmente são cobrados os valores de R$2,00 para carros e R$1,00 para motos pelo período de duas horas de uso das vagas.  “Estamos Levando em consideração as reclamações que a gente houve e o que foi discutido aqui em audiência pública. Mesmo sabendo não ser esta uma atribuição do Legislativo, estamos sugerindo que o teto de cobrança do rotativo seja fracionado em quatro quartos, ou seja: cada quarto vai corresponder a 30 minutos de estacionamento. Penso que esta seria uma forma mais justa, pois a cobrança como é feita hoje, por duas horas, onera muito o cidadão lafaietense”, disse o vereador.

Vereador quer fracionar valor do estacionamento

Oswaldo Barbosa fez um cálculo simples para mostrar o quanto os administradores arrecadam e o usuário perde estando obrigado a pagar pela totalidade do período de duas horas de uso da vaga do rotativo. De acordo com o vereador, a cobrança de R$2,00 por uma vaga pode se multiplicar por três e render até seis reais à empresa que opera o serviço. Para tanto, basta que um veículo ocupe um espaço por apenas 30 minutos, seu substituto permaneça no local durante 40 e um terceiro motorista se utilize do mesmo espaço pelos 30 minutos restantes; em apenas uma hora e 40 minutos a arrecadação já terá atingido o triplo do valor cobrado por duas horas de uso.

Representantes do DMT e da TI MOB

Durante reunião realizada em no dia 30 de abril com presença da empresa TI MOB que opera o serviço na cidade o vereador argumento que até por questão de justiça deveria ser implementado o sistema de fracionamento. “Hoje pagamos por 2h e não temos opção de fracionar esta hora. Eles disseram que isso não é viável para a empresa e que aumenta a inadimplência. Mas acho que a inadimplência vem justamente desta injustiça com o cidadão que paga por 2h e nem sempre usa este tempo todo”, concluiu

Leia também: Com reclamação de usuários, empresa de estacionamento rotativo prega rigor na fiscalização

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!