Fato Real
Política

Vereador critica a imprensa e justifica sessão que durou menos de 10 minutos

Mais de uma semana depois da realização de uma das sessões mais curtas da história do Poder Legislativo de Conselheiro Lafaiete, o secretário da mesa diretora da Câmara Municipal saiu em defesa da Casa e de seu Presidente.

Vereador defendeu o presidente Fernando Bandeira

Antes de iniciar a leitura da Ordem do Dia para a sessão ordinária desta quinta-feira (22/08), o vereador João Paulo Resende (DEM) solicitou questão de ordem e fez uma defesa apaixonada da conduta do colega Fernando Bandeira (PTB), que conduziu os trabalhos na sessão do último dia 13 de agosto, concluídos em apenas nove minutos: “Vi alguns meios de comunicação criticando V. EX.ª pela reunião que tivemos na semana passada no tempo recorde de nove minutos. Não tenho procuração para defendê-lo, mas V EX.ª, como presidente, apenas conduz os trabalhos e houve uma injustiça feita com o seu nome. Se alguém errou, são os outros 12 vereadores que discutem a pauta, porque V.Exª nem pode discutir a pauta,  e tiveram o entendimento de aprovar o requerimento sem discussão. O trabalho não foi prejudicado; apenas não houve discussão. Também nenhum vereador quis fazer uso da ‘Palavra Franca’. Se eles acham que foi um erro, V EX.ª não pode carregar sozinho o peso de um erro que seria dos 12 vereadores”, disse.

Tomando o cuidado de não generalizar a afirmação, João Paulo acusou órgãos de imprensa de ignorar os feitos positivos do Legislativo, interessados unicamente em vender más notícias: “Poderíamos ter ficado aqui até às 10 horas da noite e a pauta seria aprovada do mesmo jeito, sem diferença nenhuma. Me lembro de uma vez, na Legislatura passada, em que ficamos discutindo o “Projeto de Uso e Ocupação do Solo” até quase uma hora da manhã.  Mas não vi ninguém noticiando na imprensa que os vereadores ficaram um tempo recorde, até à uma da manhã, votando matéria de suma importância para a população quando, regimentalmente, poderíamos ter interrompido a sessão às 10 horas e retomar os trabalhos na sessão seguinte. Infelizmente, a imprensa vive de notícias ruins; alguns órgãos de imprensa gostam de vender notícias ruins”, afirmou o vereador.

O presidente da câmara, Fernando Bandeira agradeceu João Paulo e demais colegas pelo reconhecimento do trabalho que vem fazendo e se limitou a dizer que “Deus sabe todas as coisas”.

Relembre o caso

A  reunião da terça-feira (13/08) não levou mais do que 15 minutos para ser iniciada e concluída. A sessão foi tão atípica que sequer a “Palavra Franca”, tempo reservado para que os vereadores ocupem a tribuna e se manifestem livremente sobre o assunto que desejarem, foi utilizada, algo raro no Legislativo lafaietense. Os trabalhos se restringiram à leitura da Ordem do Dia e à aprovação de três requerimentos, todos de autoria do vereador Pedro Américo (PT), com os demais vereadores em silêncio,  além do parecer relativo a um projeto em tramitação. Em seguida, foi lida a ordem do dia para a sessão seguinte e feita nova chamada para confirmação de quórum e encerramento.

No canal da câmara no Youtube é indicado que a sessão teve apenas 9’23”  (nove minutos e vinte e três segundos.

Clique aqui e reveja a matéria do Fato Real sobre o episódio

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!