Fato Real
Política

Presidente do PC do B rebate prefeito sobre surpresa na não reabertura do comércio

Em nota enviada ao Fato Real nesta sexta-feira (04/07), o presidente do PC do B rebateu a fala do prefeito sobre surpresa na não reabertura do comércio. A declaração está na matéria Mário Marcus diz que foi surpreendido pela permanência de Lafaiete à onda verde e pede reanálise da condição.

Talysson Zebral alega que diante das coletas e informações de dados pelo comitê estadual não tem como haver surpresa e este argumento seria  para tentar ficar bem com os comerciantes de um lado e do outro com a população. Confira abaixo a nota na íntegra:

Nota do PC do B de Conselheiro Lafaiete

Conselheiro Lafaiete aderiu ao Minas Consciente, com intuito da abertura gradual de comércio, serviços e outros setores, tendo em vista a necessidade de levar a sociedade, gradualmente, à normalidade, através de critérios e protocolos determinados pelo Governo de Minas Gerais.

Esses protocolos são determinados de acordo com uma série de coleta de dados para o boletim epidemiológico e decisão do Comitê Estadual, mais, desde o dia 26/06 o Governo de Minas Gerais adotou uma nova metodologia, estas foram informadas a todos municípios. Após essa decisão, o Comitê se reuniu na última quarta-feira (1/7) onde apresentou os novos protocolos de todas regionais do estado, onde analisaram a relação entre o número de leitos e a incidência de novos casos, além do tempo médio para internação após solicitação, não permitem uma folga confiável se a demanda crescer em decorrência da reabertura de novos estabelecimentos.

Desde a publicação do comitê estadual (01/07), todos os prefeitos foram informados da atualização das “ondas” e que no dia 15/07 haverá revisão do status. Não existe surpresa alguma, isso é fazer “politicagem” para tentar ficar bem com os comerciantes de um lado e do outro com a população.

Enviar ofício não vai mudar a “onda”, infelizmente apenas para “inglês ver”, os índices coletados pela rede de saúde estadual até próxima reunião do comitê que determinará tal mudança.

E como gestor, precisa falar os fatos como são, não com conotação “populista”, este momento é delicado para todos (as). Sabemos da importância da reabertura dos comércios, da retomada da economia, da preservação dos empregos e da vida.

O momento exige cautela e contribuição coletiva para superarmos essa crise provocada pela pandemia (COVID-19).

Talysson Zebral
Presidente do PC do B de Conselheiro Lafaiete

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!