Fato Real
Lafaiete Política

Prefeito reúne secretariado para avaliar crise financeira

O ano caminha para o final e a crise financeira dos municípios mineiros se agrava. Em razão da falta de repasses constitucionais de recursos pelo governo do estado, 90% das prefeituras mineiras informaram que estão na iminência de não conseguir pagar o 13º salário dos servidores públicos e a prestação de diversos serviços municipais corre o risco de ser interrompida.

A Prefeitura de Conselheiro Lafaiete não está alheia à situação e estuda alternativas para continuar honrando seus compromissos. Esta semana, o prefeito Mário Marcus se reuniu com todo o secretariado para uma profunda análise do atual panorama. Ele falou sobre o encontro ao participar do programa institucional do Município, levado ao ar pela rádio Carijós: “Fizemos uma avaliação dos avanços conquistados por nosso governo e dos trabalhos que estão em andamento; daquilo que já conseguimos e o que pretendemos realizar. Fizemos também uma análise do difícil momento econômico que estamos vivendo. Esta semana vimos Entre Rios, Barbacena e vários outros municípios declarando situação de calamidade e emergência financeira, com o não pagamento de compromissos e até a suspensão de salários. Por isso nos reunimos com nossos secretários buscando priorizar serviços e economizar naquilo que for possível pra que a gente possa continuar mantendo em dia os serviços essenciais e, principalmente, honrar o compromisso de pagar em dia aos servidores municipais.”

Segundo Mário Marcus, gerindo os recursos do Município com responsabilidade e sabendo priorizar as obras que precisam ser concluídas, será possível enfrentar a crise e pagar em dia servidores e fornecedores. Em sua fala, contudo, o prefeito não fez menção especificamente ao pagamento do 13º salário do funcionalismo municipal.

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!