Fato Real
Destaque Política

Pouca adesão não impede avanço de manifestação sobre transporte coletivo em Lafaiete

Apesar do grande número de usuários poucas pessoas foram para a rua e câmara manifestar sobre o transporte coletivo

Um pequeno (mas representativo) grupo de pessoas participou, na tarde desta terça-feira (26/02), de uma passeata seguida de manifestação pública contra o aumento da passagem do transporte coletivo em Conselheiro Lafaiete. O protesto foi organizado pelo “Coletivo Transporte Público de Qualidade em Lafaiete”, que se apresenta como aglutinador de lideranças políticas, comunitárias, sociais e estudantis. Depois de se concentrar no terminal de integração dos ônibus urbanos, ao lado da rodoviária, os manifestantes subiram a avenida Telésforo Resende até à Prefeitura. Mesmo debaixo de chuva, o pequeno grupo exibiu cartazes demonstrando a insatisfação com o serviço de transporte coletivo prestado na cidade.

Vereadores apoiaram o movimento

À noite, antes do início da sessão ordinária, uma comissão de manifestantes foi recebida pelos vereadores para análise conjunta de alguns pontos do contrato de concessão firmado com a Viação Presidente, empresa que explora o transporte público na cidade, e definição de um plano de ação compartilhada.

Ao fazer uso da “Palavra Franca”, alguns vereadores elogiaram a iniciativa do protesto e o comportamento adequado dos manifestantes na Casa Legislativa. Integrante do coletivo que organizou os atos, o professor Vander Resende considerou que, apesar da baixa adesão, o movimento alcançou resultados positivos, principalmente pela visibilidade obtida graças ao apoio do Legislativo: “A fase do trabalho de conscientização foi gratificante. Conhecemos muitas pessoas interessantes que trouxeram ideias para que construamos uma série de demandas para Lafaiete. Já a manifestação enfrentou alguns problemas por causa da chuva e porque a população, embora esteja muito revoltada e indignada, se abstém de vir pra rua, intervir e agir. Nosso movimento foi extremamente relevante por colocar a questão do transporte público em discussão e suscitar comentários de vereadores sobre o problema durante a sessão”.

Contrato será analisado

Vander Rodrigues também avaliou positivamente o encontro entre a comissão de manifestantes e os vereadores antes da sessão desta terça-feira: “Todos os vereadores com os quais nos reunimos demonstraram uma abertura fantástica e definiram nosso movimento como essencial por mostrar a conscientização da população de Lafaiete. Eles nos deram informações sobre o estudo que já existe na casa sobre a viabilidade da meia-passagem na cidade.”

O “Coletivo Transporte Público de Qualidade em Lafaiete” informou que vai continuar mobilizado não apenas em torno da questão da passagem, mas para que a cidade seja dotada de transporte de qualidade, digno e acessível.

Ainda não há definição quanto ao índice de reajuste, nem sobre a data em que a nova tarifa entrará em vigor.

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!