Fato Real
Política

Deputado e prefeitos discutem desenvolvimento econômico com Secretário de Estado

A preocupação com o atual cenário econômico do Alto Paraopeba, região que está no epicentro da crise financeira do Estado de Minas Gerais, levou o deputado estadual Glaycon Franco à Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Ensino Superior de Minas Gerais (Sedectes).

Nesta terça-feira 21/05 o deputado foi recebido pelo secretário de Estado, Manoel Vitor de Mendonça Filho e pelo secretário adjunto, Adriano Magalhães Chaves. A convite do deputado, compareceram, ainda, Célio Pereira de Souza, prefeito de Queluzito e presidente da Associação dos Municípios da Microrregião do Alto Paraopeba (Amalpa), e os prefeitos das três cidades mais populosas da região: Zelinho, prefeito de Congonhas e presidente do Consórcio Público para o Desenvolvimento do Alto Paraopeba (Codap), Mário Marcus (Conselheiro Lafaiete) e Hélio Campos (Ouro Branco), além de assessores.

“Nossa região está no olho do furacão. Cidades como Lafaiete, Congonhas e Ouro Branco, estão sendo duramente impactadas pela crise do setor minerário e precisamos criar alternativas. Este nosso encontro de hoje é para buscar uma agenda positiva e a interferência do Governo do Estado para que este cenário mude”, afirmou Glaycon.

O deputado e os quatro gestores conversaram com o secretário sobre estratégias de desenvolvimento para os municípios e demandas de interesse da região. Manoel Vítor, que mantém fortes laços com o Alto Paraopeba desde a época em que esteve na presidência da Gerdau Açominas, ouviu demandas como a criação do “Fórum Intermunicipal Permanente das Vertente e a expansão do distrito industrial de Lafaiete. “Estamos num trabalho incansável pela expansão do nosso distrito industrial e seria de suma importância que, por meio do INDI, as empresas fossem incentivadas a se instalarem na região”. Como iniciativas bem-sucedidas neste sentido, Glaycon Franco citou a construção da usina termelétrica de Queluzito, que acaba de receber o sinal verde da Cemig e deve se tornar realidade nos próximos anos explorando o potencial do gasoduto que passa pelo município e pode, futuramente, se expandir até o Distrito Industrial de Conselheiro Lafaiete.

Glaycon Franco aponta que a saída da crise passa pela retomada da atividade econômica, inclusive a mineradora, com base em um modelo seguro e ambientalmente sustentável. Por outro lado, ressaltou que as cidades precisam urgentemente encontrar alternativas capazes de atrair novos investimentos gerando emprego e renda para a população. Como alternativas a serem estudas e/ou implementadas  o deputado defendeu a priorização da mão de obra local para oportunidades como a proporcionada pelo para obra de reparo no alto forno da Gerdau em Ouro Branco; o incentivo à agricultura familiar e a geração de energia utilizando o lixo como combustível e  a implantação de uma usina de energia para o aterro sanitário administrado pelo Consórcio Intermunicipal para Tratamento de Resíduos Sólidos (Ecotres), que potencializará a reciclagem e aproveitamento, com ganhos financeiros, dos rejeitos dispensados por grandes empresas, como a Gerdau, por exemplo.

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!