Fato Real
Lafaiete Política

Câmara antecipará devolução de recursos para ajudar Prefeitura a pagar servidores

vereador André lafaierteA crise financeira atravessada pelo Estado e suas graves consequências para os municípios estiveram na pauta de discussões na sessão ordinária da Câmara Municipal de Conselheiro Lafaiete na terça-feira (12/11). O vereador André Menezes (foto) apontou o inchaço do governo do Estado como um dos motivos da falta de dinheiro que afeta, praticamente, todas as prefeituras mineiras: “Sabemos que nem é culpa do prefeito e sim da falta de repasses pelo governo, mas a gente fica revoltado com este atraso no pagamento dos salários. Enquanto isso, há 700 funcionários da Cemig e outros 38 da Codemig sem concurso com salários acima de 30 mil reais; dos 13.500 cargos de chefia no governo de Minas Gerais, 25% são ocupados sem concurso. Aí não tem dinheiro mesmo! A gente fica aborrecido porque os funcionários são pais de família e contavam com seus vencimentos para o fim de ano e até para presentear os filhos.”

Devolução de valores

Fernando VereadorOutros vereadores demonstraram preocupação com a situação específica de Lafaiete, onde ainda não há definição sobre o pagamento do 13º salário. Uma das alternativas sugeridas foi a antecipação da devolução aos cofres do Município de R$500 mil reais economizados pelo Legislativo ao longo de 2018. O vereador Fernando Bandeira (PTB) é um dos que sugeriram a medida: “Todos os anos esta Casa devolve sua economia ao Executivo. Tendo em vista a situação financeira que estamos passando, proponho que se antecipe a devolução do recurso ao Executivo solicitando que a economia que fizemos ajude no custeio do 13º e também para garantir o salário de dezembro, que deve ser pago até o quinto dia útil de janeiro. Isso vai trazer mais tranquilidade aos servidores do nosso município”, alegou.

O presidente da Câmara, vereador Darcy da Barreira (SD), confirmou que o setor de contabilidade da Câmara Municipal já estuda a viabilidade da antecipação da devolução de recursos ainda esta semana, embora de forma parcial: “Chegamos ao entendimento para fazer esta semana a devolução destes R$500 mil reais, que já havíamos separado para este fim cerca de quatro meses atrás; depositamos o valor numa conta, cujo rendimento se reverterá para o próprio município. Existe também um restante do montante que deixaremos para devolver no final do mês, conforme estabelece a lei”, informou.

13º incerto

Na última segunda-feira (10) os servidores públicos municipais receberam os salários de novembro, mas sem os R$350,00 correspondentes ao vale-alimentação. O presidente da Câmara relatou ter ouvido do prefeito Mário Marcus (DEM) a informação de que o vale-alimentação será pago ainda esta semana. Quanto ao 13º, nenhuma parcela foi quitada até o momento.

Mário gabineteAo falar recentemente sobre o assunto em entrevista ao Fato Real, o prefeito disse que a prefeitura se esforça para que seja possível pagar aos servidores, pelo menos, parte do benefício até o próximo dia 20. “Temos o planejamento de quitar parte do 13º até o dia 20. Depois, faremos um balanço das arrecadações municipais para que possamos passar aos servidores uma projeção sobre o pagamento do restante do benefício. Tenho a esperança de que conseguiremos fazer todo o pagamento até o fim de dezembro; se não for possível, priorizaremos o pagamento dos salários menores deixando os dos cargos comissionados e do próprio prefeito, vice e secretários para o início de janeiro.”

Leia também: 

Atraso de salário e pagamento de 13º preocupam e prefeito de Lafaiete fala em parcelamento e outras alternativas.

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!