Fato Real
Polícia

Homens apontados como autores de violência contra mulheres recorrem à Justiça

Mulheres de todo o país se uniram para expor na internet relatos de violência, abuso sexual e relacionamentos abusivos de que foram vítimas. O movimento começou no Twitter, em vários lugares do país, com a finalidade de divulgar o abuso sofrido por mulheres, de forma anônima, por medo de sofrerem represálias. Jovens que foram assediadas, estupradas, que viveram um episódio de abuso sexual criaram movimento o #Exposed somado ao nome da cidade em que cada uma mora. O “#Exposed” migrou depois para o Whatsapp, onde ganhou forma de lista, e mulheres também anonimamente comentavam qual tipo de abuso sofreram.

Vários homens de Barbacena estão buscando amparo para provar suas inocências depois de terem seus nomes incluídos em uma lista que correu as redes sociais da cidade acusando todos eles de violência contra mulher. A lista foi tomando uma proporção cada vez maior ao chegar em grupos de redes sociais. Ao ter conhecimento da situação, a Polícia Civil de Barbacena deu início a uma minuciosa investigação através de seu núcleo de inteligência para apurar os fatos. Velando pela integridade física e moral de todos os envolvidos a polícia busca elucidação dos fatos .

A delegada Flavia Murta, responsável pela delegacia da mulher, explica o quão grave foi o crime cometido pelas supostas denunciantes ao expor nomes, pois um crime nunca justifica o outro. E há meios formais para que existindo agressão de fato, o agressor seja punido. Segundo a autoridade policial, as informações do “Exposed” chegaram até a polícia pelas vítimas e veículos de imprensa, e a partir de então as investigações começaram. Em entrevista, a delegada citou ainda o Núcleo de Inteligência da Polícia Civil, onde é feito o rastreio de crimes cibernéticos. Disse por fim que após o rastreio, será individualizado o crime que cada pessoa cometeu. Até o momento, calúnia, injúria, difamação e até ameaça já foram registrados.

Em Barbacena a Delegacia Especializada de Atendimento a Mulher está de portas abertas para atender quem tenha sofrido abuso. Em uma delegacia especializada, a vítima tem respaldo, além da possibilidade de inserção em programas de rede de proteção, com discrição necessária para preservação de intimidade.

Um dos advogados que defendem as vítimas, Rodrigo Genovês disse em entrevista à Rádio Sucesso que foi procurado por alguns dos homens que estavam na lista, para que fossem tomadas providências jurídicas cabíveis ao caso. Segundo o representante da defesa, quando o cliente tem “sua honra, sua imagem atacada, obviamente, a consequência natural disso são prejuízos, sejam eles financeiros, emocionais ou psicológicos”. Ele frisou ainda, que serão tomadas medidas nas esferas cível e criminal.

Também advogado de vítimas, Raphael Dutra Rigueira destacou que as consequências jurídicas são gravíssimas, e pessoas que divulgaram a lista poderão responder por calúnia, injúria, difamação e ameaça, sem prejuízo também de ação civil por dano moral. Ele lembrou ainda, da possibilidade de incidência da lei de organização criminosa, caso haja uma estrutura hierárquica, com mais de quatro pessoas, e ramificações com outros movimentos desta natureza em outras cidades ou estado com divisão de tarefas.

Os clientes dos advogados já foram ouvidos no inquérito policial e, segundo Rodrigo Genovês, já foram entregues documentos que podem ajudar a esclarecer os fatos.

Matéria publicada pelo site Barbacena on line.

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!