Fato Real
Lafaiete

Programação do Dia da Consciência Negra em Lafaiete

Reverenciando a morte de Zumbi dos Palmares, considerado um dos maiores heróis da liberdade no Brasil, o mês de novembro é  dedicado à exaltação da Consciência Negra. Em Conselheiro Lafaiete, coletivos que se empenham pela divulgação dos valores e tradições da raça negra promovem uma série de atividades que ressaltam a importância da matriz africana na construção da identidade brasileira.

Conforme explicou o secretário municipal de Cultura, Geraldo Lafayette, a concepção das atividades está inteiramente a cargo dos grupos organizadores e a prefeitura contribui oferecendo a estrutura necessária à sua realização. O mote que norteia as atrações do “Novembro Negro” não poderia ser mais apropriado aos tempos atuais: “Todos Contra o Racismo”.

Entre os coletivos que fazem acontecer o “Novembro Negro” em Conselheiro Lafaiete, além dos citados anteriormente, estão o projeto “União do Morro”, grupo “Alforria” e adeptos do hip hop, entre outras manifestações de rua.

A série de atividades conta com o apoio do Conselho Municipal de Promoção da Igualdade Racial.  Toda a programação é gratuita e pode ser acompanhada no site da Prefeitura de Lafaiete ou na página da Secretaria Municipal de Cultura no Facebook.

Programação :

20/11 – Quarta-feira – Palestra-” Trajetória da capoeira”.
Palestrante : Mestre Nem.
Horário: 19h.
Local: Auditório da Praça CEUS.
Endereço: Rua Ito Alves, 185 – Rochedo.

23/11 – Sábado -10 Roda de conversa
Tema : “ Ancestralidade  e Resgate Cultural”.
Grupo Arerê.
Ancestralidade e resgate cultural abordará o tema de nossas matriarcas que vêm através do tempo trazendo a sabedoria de um povo, que por suas ervas , rezas e benzeções retrata a fé e a cultura de nosso povo !
Palestrantes: Makota Guialomim.
Ekedes: Márcia Rocha e Nayara Mara;
Horário: 14h às 17h.
Local : Solar Barão de Suaçuí – Secretaria Municipal de Cultura.
Rua Barão de Suassuí,106 , Centro.

24/11 – Domingo- O Dia da Consciência Negra
Projeto União do Morro.
Tema: As tradições de reinadeiros, oralidades e toadas africanas, com a Capitã de Guarda de Moçambique de Nossa Senhora das Mercedes. Mestra Pedrina de Lourdes Santos é reconhecida como pesquisadora com grande conhecimento em cantos e oralidade em línguas africanas de matriz banto, em história e cultura afro-brasileiras, sobretudo, no que se refere às artes rituais do Reinado de Nossa Senhora do Rosário, e como pensadora negra sobre relações étnico-raciais.
Palestrantes : Capitã Pedrina.
Horário: 14h
Local : Associação dos Moradores do Bairro JK –

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!