Fato Real
Lafaiete Política

Presidente é notificada extrajudicialmente para retomada da circulação de ônibus

Ônibus não circularam pela manhã
Ônibus não circularam pela manhã

Em informativo à população a prefeitura de Conselheiro Lafaiete comunicou no começo desta tarde de quarta-feira 29/07 que a Viação Presidente, empresa responsável pelo transporte público na cidade foi notificada extrajudicialmente para que seja retomada imediata a prestação do serviço, sob pena de que ocorram outras medidas administrativas e judiciais cabíveis, visando evitar prejuízo aos munícipes e usuários do transporte.

Funcionários permaneceram na porta da empresa
Funcionários permaneceram na porta da empresa

A cidade está sem transporte público desde as primeiras horas de hoje, quando funcionários da Viação Presidente iniciaram uma manifestação na garagem da empresa, e não assumiram os postos de trabalho, paralisando a circulação de ônibus.

Até o começo desta tarde de persistia o impasse de na negociação entre empresa e funcionários, e os usuários do transporte coletivo em Lafaiete seguiam sem o serviço prestado. O motivo do descontentamento de motoristas e cobradores é o não pagamento dos vencimentos de julho.

Segundo o Fato Real teve acesso, uma proposta foi feita para pagar o adiantamento salarial  amanhã e o salário do mês de julho na semana que vem, mas não foi aceita. Trabalhadores querem o pagamento do salário imediatamente.

Confira abaixo o informativo na íntegra:

A Prefeitura Municipal de Conselheiro Lafaiete informa:

Em decorrência da notícia de paralisação do transporte público na cidade, não comunicada oficialmente pela empresa ao Poder Público Municipal, o Secretário de Defesa Social e o Diretor do Departamento Municipal de Trânsito compareceram imediatamente à sede da empresa Viação Presidente a fim de buscar informações sobre a ocorrência.

Na oportunidade, foi realizada reunião com a presença do representante da empresa, Sr. Luiz Carlos Gomes Beato Sobrinho, do Presidente do SINTRACOL, Sr. Ivanildo Abranches de Paiva, na qual foi afirmado, de forma categórica, que a paralisação não foi incentivada pelo sindicato, nem tampouco tem seu apoio, razão pela qual, não foram preenchidos os requisitos legais.

Representantes dos funcionários informaram que a paralisação buscava o pagamento, pela empresa, de verbas trabalhistas não pagas e em atraso há dois meses.

Diante das informações e da gravidade da situação, o Município, nesta mesma data de 29 de julho de 2020, notificou extrajudicialmente a empresa objetivando a retomada imediata dos serviços do transporte de passageiros, sob pena de tomada das medidas administrativas e judiciais cabíveis, visando evitar qualquer prejuízo aos munícipes e usuários do transporte.

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!