Fato Real
Lafaiete Política

Funcionários da Presidente fazem manifestação e ônibus não saem da garagem

O transporte coletivo em Lafaiete amanhece esta quarta-feira 29/07 mergulhado em uma crise já anunciada.

Manifestação na porta da viação Presidente nesta manha
Manifestação na porta da viação Presidente nesta manhã

Funcionários da Viação Presidente fazem desde as primeiras horas desta manhã uma manifestação na porta da empresa. Eles reivindicam principalmente a quitação do pagamento de salários. Sem sair da garagem, os trabalhadores chamam a atenção para as dificuldades que enfrentam.

A insatisfação por causa do atraso no recebimento de salários gera instabilidade entre os funcionários da Viação Presidente há algumas semanas. Em meio à pandemia do novo coronavírus com todas as restrições impostas e as dificuldades financeiras, os funcionários estão convivendo também com a falta de pagamento de salário. O transporte público está entre os serviços essenciais e por isso mesmo não parou. Assim como não pararam de chegar as contas e os compromissos dos trabalhadores que estão na linha de frente da empresa, como motoristas e cobradores. Sem dinheiro, trabalhando em situação de risco, já que transportam pessoas durante todo o dia, os funcionários reagiram.

Manifestação na porta da viação Presidente nesta manhã
Manifestação na porta da viação Presidente nesta manhã

Crise

Na última semana o Fato Real buscou o posicionamento oficial da empresa e obteve como resposta, a informação de que, havia o atraso no pagamento dos vencimentos de julho, mas que trabalhava para regularizar o pagamento da folha salarial. No entanto não houve sucesso e o pagamento não havia sido feito até a noite passada; o que motivou a paralisação por parte de motoristas e trocadores.

Manifestação na porta da viação Presidente nesta manha
Manifestação na porta da viação Presidente nesta manhã

Os dirigentes da Presidente não escondem que, por conta da pandemia de covid-19 e da consequente redução na demanda de passageiros, a situação financeira da empresa se agravou consideravelmente. A direção ressalta ainda, que as dificuldades enfrentadas pela Viação Presidente são as mesmas que vêm afetando outras empresas em Minas e no Brasil.

Ajuda do município

No começo deste mês ocorreu uma reunião entre a direção da Viação Presidente e o prefeito Mário Marcus. Na ocasião foi admitida pela empresa a grande dificuldade financeira que enfrenta. No encontro com o chefe do Executivo foi reafirmado o pedido de socorro ao município, como já havia sido antecipado durante reunião com vereadores na Câmara Municipal.

O prefeito confirmou ao Fato Real que durante a reunião representantes da Presidente afirmaram que a empresa está “quebrada”. Mário Marcus informou que na ocasião foi solicitada uma ajuda na forma de investimento antecipado, como por exemplo, a compra de vale-transportes pelo município.

O prefeito negou que exista uma grande dívida do município com a empresa. “Na reunião não foi feita nenhuma cobrança de dívida, e sim, um pedido de ajuda na forma de investimento. Estamos muito atentos a esta situação grave, mas precisamos analisar toda a situação, porque estamos falando de dinheiro público”, disse. Para Mário Marcus se há algum pagamento pendente seria algo recente, que poderá ser quitado, mas um valor infinitamente menor ao solicitado pela concessionária do transporte público, que não seria suficiente para equacionar a crise que enfrenta.

Licitação

Mário Marcus confirmou ao Fato Real que providências estão sendo tomadas para que uma auditoria ou outro meio jurídico seja instrumento para aprofundar no estudo da real situação financeira da empresa. O que pode subsidiar tomadas de decisões. “Não podemos deixar a população a mercê de um problema deste e tomaremos a atitudes necessárias, mesmo que seja uma licitação para abrir possibilidade de que outra empresa passe a explorar o serviço, caso seja necessário”, afirma o prefeito.

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!