Fato Real
Lafaiete

Curral regional é solução para acabar com o risco de animais soltos em vias públicas

Morte de Jair causou comoção

Foi sepultado ontem o corpo de Jair Egg Miranda (foto). O comerciante, proprietário de uma mercearia nos Almeidas morreu no domingo 08/09 em decorrência de um acidente no sábado (07) quando a moto que pilotava bateu em uma vaca na MG 482, estrada que liga Lafaiete a Itaverava.

A morte de Jair causou muita indignação e reacendeu a discussão sobre os perigos da constante presença de animais em estradas também como a BR 040, MG 129, bairros e centro de Lafaiete.  Durante todo o dia ontem houve grande repercussão do caso nas redes sociais e  o Fato Real levou este sentimento do lafaietense até as autoridades em busca de uma solução para este problema.

Animais continuam soltos na estrada onde Jair morreu

A irresponsabilidade de criar animais de forma indevida e soltos pelas margens das estradas é dos proprietários, que nunca aparecem quando o gado provoca algum acidente. Mas, a discussão fica em torno de quem deve fiscalizar e recolher estes animais. Além de não ter veículos apropriados, outro problema é não ter para onde levar o animal recolhido. A boa notícia é que evoluiu o projeto de construção de um curral regional, cuja negociação começou a quase um ano e meio.

Preocupação

Prefeito diz que curral regional começa a sair do papel

Ouvido na tarde desta segunda-feira (09) pelo Portal de Notícias Fato Real, o prefeito Mário Marcus disse que, a exemplo da população lafaietense,  recebeu com perplexidade a notícia deste acidente fatal e estuda alternativas para que tragédias semelhantes não  voltem a ocorrer: “É uma situação que nos preocupa porque Lafaiete e as cidades vizinhas ainda não têm um curral pra que a gente possa prender estes animais de grande porte. Esta preocupação foi colocada recentemente por mim ao inaugurar o Centro de Castração de Animais, quando apontei esta como uma das principais demandas aos políticos votados em nossa região; pedi a eles que nos ajudassem a implementar este serviço, que seria de grande valia e evitaria a perda de vidas humanas, como aconteceu neste fim de semana”.

Curral regional

Mário Marcus afirmou que as prefeituras da região estão se movimentando e a mobilização conjunta já começa a apresentar resultados concretos: “Estamos nos articulando, através do CODAP (Consórcio para o Desenvolvimento do Alto Paraopeba) para construirmos conjuntamente o curral regional. O primeiro grande passo para que isso se concretize foi dado na última sexta-feira . A Gerdau assinou o termo de cessão, em regime de comodato, do terreno para construção deste curral. Temos o compromisso da própria Gerdau, da CSN e da Via 040 de doar parte do material necessário à construção e, com esta soma de esforços, vamos procurar o Ministério Público para dar sequência ao projeto”.

Multa

O prefeito de Conselheiro Lafaiete explicou que o futuro curral regional será autossustentável e não acarretará gastos extras aos municípios parceiros no empreendimento: “Depois do animal apreendido, se o proprietário quiser retirá-lo, terá de pagar uma multa, o que significa o ingresso de recursos para a manutenção do curral. Por outro lado, caso o proprietário não apareça para retirar o animal, vencido o prazo estipulado por lei, vamos fazer o leilão deste animal e, desta forma, também apuraremos recursos. A questão é agilizar a implementação deste curral regional e evitar que outras vidas se percam nas estradas por conta de animais irresponsavelmente soltos por quem deveria cuidar deles e mantê-los em segurança”, concluiu o prefeito.

Atualmente não há multa porque os animais não são marcados e portanto não há como identificá-los e  afirmar a quem eles pertencem.

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!