Fato Real
Destaque Gerais

Oração, protesto e saudade em um mês da tragédia de Brumadinho

Em várias partes de Minas Gerais acontecem nesta segunda-feira 25/01 homenagens e manifestações para lembrar um mês do rompimento da Barragem da Mina do Feijão, da Vale em Brumadinho.

Anderson Sticka morreu na tragédia da Vale

Em Itabira o Sindicato Metabase planeja o evento “30 dias de Brumadinho. Não foi acidente”. Manifestantes se reúnem a partir das 13h30 ao lado do terminal rodoviário da cidade. Às 14h haverá passeata pela avenida João Pinheiro até a Praça Acrísio Alvarenga, onde acontecerão pronunciamentos.

O Sindicato Metabase Inconfidentes fará  em Congonhas manifestação nesta segunda-feira em defesa da vida e por um novo modelo de mineração. Na página oficial do órgão no Facebook, foi confirmado o protesto. “Em várias cidades ocorrerá atos, em Congonhas não será diferente: Teremos uma manifestação em solidariedade a Brumadinho e em defesa da vida, em defesa dos empregos, pelo fim imediato da utilização de barragens e por um novo modelo de mineração na CSN, na Vale e em todas as mineradoras. Em vídeo o presidente Rafael Ávila afirmou: “Dia 25 é dia nacional de luta. Vamos reunir com outros movimentos sociais em defesa da vida e, sobretudo em solidariedade”, disse.

Em Congonhas o encontro acontece às 17h na Praça JK, em frente à prefeitura municipal.

Região teve várias vítimas na tragédia

Entre os 179 mortos e 131 pessoas desaparecidas estão vários moradores de Conselheiro Lafaiete e região, entre eles: Anderson Luiz da Silva, Felipe José de Oliveira Almeida, Pedro Sena, Edson Rodrigues dos Santos, Josiane Santos., Edymayra  Coelho, Miramar Antônio, Rodney Oliveira, Luiz Carlos da Silva Reis e Wanderson  Oliveira Valeriano.

Em várias igrejas mineiras misas serão celebradas hoje pelos mortos e desaparecidos.Às 18h, o arcebispo metropolitano de Belo Horizonte, dom Walmor Oliveira de Azevedo, preside oração e bênção da pedra fundamental do memorial que será construído no centro da cidade em homenagem às vítimas da tragédia. Depois, fiéis realizam procissão até à igreja São Sebastião, matriz de Brumadinho, onde
uma missa será realizada pelo Núncio Apostólico no Brasil, dom Giovanni D’Aniello, às 19h30. Durante a celebração, o projeto do monumento será apresentado à população.

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!