Fato Real
Gerais

Luta chega ao fim. Pequeno guerreio João Marcos foi descansar

A luta chegou ao fim e o pequeno guerreiro foi descansar.  Após um longo tratamento, idas e vindas em hospitais e uma esperança da realização de um transplante, faleceu neste sábado 22/06 João Marcos Valle da Cruz.

O drama vivido pelo pequeno lafaietense de apenas cinco anos, foi tornado público quando a família iniciou uma campanha em busca de um doador de medula óssea. Com apenas três anos de idade ele teve confirmado pelos médicos o diagnóstico de um tipo agressivo de leucemia. O tratamento da doença foi iniciado imediatamente e apresentou sucesso. Porém, em janeiro deste ano, quando João Marcos estava prestes a receber alta, a leucemia voltou a se manifestar, desta vez de forma ainda mais aguda.

Os pai então se lançaram em uma busca frenética por um doador de medula óssea que se mostrasse compatível com o menino. Como resultado da mobilização, eles viabilizaram a vinda a Lafaiete de uma equipe do Hemominas e promoveram um bem-sucedido mutirão para captação e cadastro de doadores. Embora o esforço não tenha resultado no encontro de um doador que atendesse especificamente ao caso de João Marcos, os pais consideraram a iniciativa extremamente positiva, já que contribuiu para o aumento do cadastro de candidatos a diminuir a fila de espera formada por pacientes que aguardam há anos, no país inteiro, pela oportunidade de se submeter ao transplante de medula.

Voluntários no mutirão de coleta

Em razão da urgência do quadro clínico de João Marcos, os médicos decidiram que o menino faria o transplante neste mês. O doador seria o pai da criança, Alan Marcos da Cruz, e a chance de que a intervenção fosse bem-sucedida seria de 50%. “Infelizmente, passaram ele pelo REDOME (Registro Nacional de Doadores de Medula) e pelo banco internacional sem encontrar ninguém que fosse 100% compatível. O médico, então, optou por fazer o transplante haploidêntico, com 50% de compatibilidade. Esse tipo de transplante tem sido feito com bons resultados e é nisso que estamos colocando todas as nossas esperanças”, disse a mãe dele, Bianca Valle ao Fato Real no mês passado.

Mas, infelizmente o quadro dele piorou. João Marcos teve uma pneumonia recentemente e voltou a ser internado numa unidade de UTI, e faleceu hoje, sem realizar o transplante.

Uma luta chegou ao fim. Mas, existem muitas outras pessoas que precisam de um gesto para viver: A doação de um órgão.

Clique aqui e saiba mais sobre doação de medula óssea.

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!