Fato Real
Gerais

Cliente consegue recuperar dinheiro esquecido em guarda-volume de banco

A  história vivida por Jordany Carvalho, moradora de Conselheiro Lafaiete nesta semana teve momentos de desespero e alívio.

Tudo se passou em menos de 24 horas. Ela relatou ao Fato Real que pouco depois das três da tarde desta quinta-feira (06/06),  foi a agência do Banco Mercantil sacar o benefício de uma cunhada, que é deficiente física e, em razão do estado delicado de saúde, não poderia ir pessoalmente buscar o dinheiro. Terminada a operação, ao retirar a bolsa do guarda-volume e manusear os objetos nela contidos, Jordany se distraiu e acabou esquecendo no escaninho do banco o cartão bancário e os mil reais que acabara de sacar.

A cliente só se deu conta de que o dinheiro e o cartão não estavam na bolsa quando já se encontrava no Bradesco ara onde foi para tratar de questões particulares. Jordany voltou imediatamente ao primeiro banco, mas já era tarde: o dinheiro e o cartão não estavam onde os havia deixado. Ela foi até o gerente da agência que lhe disse que o cartão até poderia ser bloqueado, impedindo que quem o pegara pudesse movimentar a conta; mas, em relação ao dinheiro, nada poderia ser feito.

Desesperada por perder o dinheiro que a cunhada usaria para comprar medicação, ela procurou o a jornalista Gina Costa para que fizesse um apelo em reportagem no Fato Real e na Rádio carijós. Porém, antes mesmo da publicação surgiu uma esperança.

O que nem Jordany e nem mesmo o gerente poderiam imaginar é que o documento e o valor não estavam em poder de um ladrão, mas de alguém que teve a sensibilidade de mensurar o sofrimento de quem os havia perdido.

Nas primeiras horas da manhã desta sexta-feira (07) uma mulher telefonou para o banco, disse que havia encontrado os mil reais e o cartão e desejava devolvê-los. Jordany não sabe o nome de sua benfeitora que entregou o dinheiro na agência bancária de forma anônima. Do policial que procurou para registrar boletim de ocorrência ouviu a frase:“dinheiro, perdeu já era”. Porém, não foi o que aconteceu desta vez. “Desesperei tanto, rezei, pedi para que a bondade tocasse o coração de quem encontrou o dinheiro que não era meu, e Deus me ajudou e a pessoa fez este gesto”, disse aliviada” . Na tarde de ontem  Jordany foi ao banco e recuperou o dinheiro que havia perdido.

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!