Fato Real
Coluna Vou Falar - por Aaron Fenix Gerais

A saúde morreu na fila de espera

Há algum tempo, o sistema público enfrenta uma crise que se agrava a cada dia, e acaba comprometendo gravemente o atendimento hospitalar. O descaso com a saúde pública é um problema crônico que se arrasta por muitos anos.

Pessoas do passado já reclamavam dos maus atendimentos das redes públicas. Com isto o tempo foi passando e o problema persiste com famílias necessitando de atendimentos e encontrando unidades falidas. Com baixa qualidade nos atendimentos, poucas vagas para internação em várias especialidades, por exemplo: na cardiologia, pediatria e principalmente em leitos com grandes complexidades como na UTI e CTI. Pacientes vão aos hospitais e vivem sem nenhuma condição de cidadania, pois tem seus direitos violados pelas próprias autoridades, o pior de tudo é que nós cidadãos fechamos os olhos e preferimos não nos envolver diante de tantas injustiças e desigualdades.

Enquanto políticos viajam e sustentam suas mordomias com dinheiro público, pacientes menos favorecidos são atendidos no chão nos hospitais brasileiros pela falta de equipamentos. Para os governantes essa situação vem se arrastando por vários anos fazendo com que nenhum deles se interesse em querer melhorar as instalações e a mão de obra nas unidades hospitalares.

Agora, quase todos os dias vimos sempre a mesma coisa no noticiário. Reportagens e mais reportagens de como está caótica a situação da saúde pública no Brasil e em Lafaiete não poderia ser diferente. Reclamações de péssimo atendimento na policlínica municipal, de falta do básico nessa policlínica, de pessoas que há anos esperam por um exame ou de outros que recebem a autorização para um familiar que faleceu antes de realizar os exames,PSF sem médico e muitas outras coisas ruins.

Já não é de hoje que o sistema de saúde no Brasil está falido. Falta de um tudo. Faltam médicos, enfermeiros, material hospitalar, leitos para receber novos pacientes, equipamentos, etc. Qual o resultado trágico disso tudo? Pessoas adoentadas correndo de hospital em hospital atrás de um atendimento no qual já sabemos que, se conseguir, será de péssima qualidade, pois além de ter que esperar uma eternidade para dar entrada no pronto-socorro, será atendido no corredor. Quem sofre com isso são os mais pobres, claro, que não têm condições de pagar um plano de saúde para serem atendidos numa clínica particular. Penam em filas de triagem para conseguir uma simples consulta e/ou exame para daqui a não sei quantos meses. Se o estado da pessoa for grave ela morre antes disso acontecer, é fato! Falta de médicos e equipamentos disponíveis na área da saúde pública vem prejudicando imensamente a população que necessita deste serviço. Não tendo condições de irem a hospitais particulares, essas pessoas muitas vezes morrem, pois após terem descoberto seu problema, procuram hospitais públicos para serem atendidos e de tanto esperarem a vez de serem atendidos e poderem entrar em tratamento, fazer uma cirurgia e alcançar a solução de sua doença, seus problemas vão complicando e estas não têm outra solução a não ser esperar a morte chegar. Enquanto grande parte da população brasileira trabalha para poder sobreviver e ainda poder pagar taxas altíssimas de impostos exigidos pelo governo, esse dinheiro que era para ser investida na saúde, de forma geral, beneficiando a população, vai muitas vezes para as contas bancárias de políticos corruptos através do desvio de dinheiro.

O governo só não toma iniciativas em relação a esses ocorridos, pois, estes não necessitam de um sistema público de saúde e podem pagar por planos de saúde particulares e eficientes. Eles não sabem a dor de perder um ente familiar por ineficiência da saúde pública brasileira. Não sabem o que é ficar com uma pessoa com sérios problemas de saúde num corredor de hospital, sem atendimento digno a um ser humano, e este morrer, pois não resiste mais. Não sabem o que é precisar pagar caro por um remédio, para fazer uma cirurgia ou um tratamento, mas não ter condições financeiras para pagar um serviço de saúde digno e o serviço oferecido pela nação não ser eficiente como deveria.

Tô Sabendo e Vou Falar!
Aaron Fênix

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!