Fato Real
Destaque

Pai de João Miguel não vai ao velório do filho

Ante o impacto da surpresa e a vontade de que a notícia fosse uma destas fake news, a população de Conselheiro Lafaiete vai aos poucos percebendo que saiu de cena o personagem que mais conseguiu unir a cidade em torno de uma causa.

O garotinho João Miguel, que completou dois aninhos no dia 05 deste mês, não resistiu após passar mal na madrugada desta quinta-feira (17/10). Ele foi levado às pressas para Belo Horizonte, mas veio a óbito no Hospital João Paulo II.

Além do exemplo de luta contra a doença, a vontade de viver e a bela campanha de solidariedade que Lafaiete e região realizaram, a história de João Miguel também ficou conhecida nacionalmente a partir do escândalo que o pai dele protagonizou. Em junho passado, Lafaiete tomou conhecimento, estarrecida, de que Mateus fora preso num hotel de luxo em Salvador após fugir com grande parte do dinheiro depositado para o tratamento do próprio filho. Acusado inicialmente pelos crimes de estelionato e abandono material, ele aguarda, atrás das grades, o resultado do julgamento, que deve ser anunciado no início de novembro.

Morte do filho

Na tarde desta quinta-feira (17/10), um advogado e uma assistente social foram ao presídio municipal de Conselheiro Lafaiete comunicar a Mateus Leroy o falecimento de João Miguel.

Pai e filho antes do crime/Arquivo

Como relatado em jurisprudências anteriores, em casos de falecimento de filhos o pai teria direito de deixar a cadeia para se despedir. Neste caso, o preso deve manifestar o desejo por meio de seus advogados  ao juiz encarregado do caso, a quem caberia a decisão final. Mesmo assim, a liberação para acompanhar o velório precisaria atender a algumas condicionantes, como a disponibilidade de viatura para transportá-lo e a garantia de preservação da integridade física, tanto do acusado, como dos agentes designados para acompanhá-lo.

O Fato Real apurou, no entanto, que em comum acordo, os advogados de defesa e a irmã de Mateus, entenderam por bem, que ele não deveria ir ao velório e sepultamento de João Miguel, tendo inclusive sido assinado um termo neste sentido.

Sepultamento

O corpo do pequeno João Miguel deve chegar à Conselheiro Lafaiete por volta das 22h desta quinta-feira.

A família vai abrir o velório para visitação da população de 7h às 15h desta sexta-feira, no Cemitério Parque Jardim do Éden,  onde o sepultamento vai ocorrer, restrito a familiares e amigos próximos.

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!