Fato Real
Destaque Polícia

Mãe do jogador Daniel fica cara a cara com assassinos do filho

Parentes de Daniel estão em São José dos Pinhais

A juíza da quarta Vara Criminal de São José dos Pinhais (Região Metropolitana de Curitiba), Luciane Regina Martins de Paula, prosseguiu nesta terça-feira 19/02 ouvindo depoimentos no processo sobre a morte do jogador de futebol Daniel Corrêa de Freitas, que entrou na fase das audiências de instrução. Morador de Conselheiro Lafaiete, Daniel (24 anos) foi brutalmente assassinado no dia 26 de outubro do ano passado.

A dentista lafaietense Eliana Aparecida Corrêa de Freitas, mãe de Daniel, e a tia e madrinha do jogador, Regina Corrêa de Assis, viajaram ao Paraná para também serem ouvidas. Em entrevista à Rádio Banda B de São José dos Pinhais, Eliana fez um emocionante desabafo e desafiou os assassinos do filho a encará-la: “Quero olhar bem fundo nos olhos deles e ver se terão coragem de olhar nos meus. É uma tragédia tudo o que aconteceu. Reviver isso e ter que estar de frente com esses monstros não é fácil. Mas, pela honra do meu filho, eu vou tentar ser forte o máximo que puder, para que a memória dele não fique como os réus a pintaram. Ele era um homem do bem, responsável, de caráter e estamos aqui para defendê-lo e pedir justiça”, declarou Eliana ao chegar ao Fórum.

Eliana disse que foi a voz do filho e pede justiça. 

Eliana contou que precisou de ajuda médica para enfrentar a audiência e ficar cara a cara com os sete acusados. Tanto quanto a crueldade dos assassinos surpreendeu à mãe de Daniel a frieza e dissimulação demonstradas por eles, que chegaram a consolá-la e manifestar solidariedade: “Eu me preparei com remédios, mas também com o amor que sinto pelo meu filho. Estou aqui para saber como eles tiveram coragem de mentir tanto. Me ofereceram ajuda, me mandaram mensagem chorando, dizendo que procurariam o Daniel, que aquele corpo não era dele. Eles são dissimulados”, afirmou.

Ao final do depoimento a mãe do jogador afirmou que a defesa da família Brittes fez de tudo para manchar a imagem do seu filho durante o depoimento que ela prestou nesta terça-feira (19).

Cara a cara com os acusados

Eliana ficou cara a cara com assassinos do filho

Essa foi a primeira vez que a mãe de Daniel ficou cara a cara com os réus. “Na hora eu encarei os assassinos cruéis, que não são nada para mim. Eu fiz questão de olhar no rosto de cada um, para ver o que leva uma pessoa a torturar e matar outra. Eu tenho certeza que Deus vai me dar paz para enfrentar tudo isso e que o meu filho está no céu, ao lado dele, olhando por mim. E eu permaneci forte, consegui ficar sem chorar e respondi tudo”, falou bastante emocionada.

Questionada por repórteres se a fotografia do jogador com Cristiana Brittes não poderia ter sido um dos motivos do crime, ela respondeu que não, porque acredita que Edison só soube da foto depois que o assassinato veio à tona. “Ele viu depois que saiu nas redes sociais, alguém soltou na internet e só então ele ficou sabendo. Por isso o Edison se entregou, ele armou todo um esquema para encobertar o caso, mas não deu certo. Eles calaram o meu filho, mas eu falei por ele”, finalizou

Fonte: Banda B
Fotos: Antônio Nascimento – Banda B

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!