Fato Real
Destaque

Educadores municipais são destaque em noite do prêmio Gerdau Germinar

Educadores comemoram premiação

Emoção, criatividade e esperança de um futuro melhor. Esses foram os elementos que fizeram da cerimônia de entrega do VI Prêmio Gerdau Germinar. Cerca de 350 educadores se reuniram para conhecer os oito projetos vencedores da premiação, dentre os 87 inscritos. O trabalho dos educadores da cidade foi um dos destaques da edição, com a conquista de dois troféus, nas categorias Sementinha (Educação Infantil) e Fruto (Ensino Médio).

O tradicional prêmio de sustentabilidade do programa Gerdau Germinar tem o objetivo de incentivar e reconhecer iniciativas desenvolvidas pelas escolas em prol da educação ambiental. “O Prêmio Gerdau Germinar é uma síntese do nosso propósito como companhia: empoderar as pessoas que constroem o futuro. Esta iniciativa contribui para a promoção de uma cultura sustentável nos municípios e para a formação de cidadãos mais conscientes e engajados com suas comunidades”, afirma Wendel Silva, responsável pela Mineração e Matérias-Primas da Gerdau. Em seis edições da premiação, a Gerdau já investiu cerca de R$400 mil em projetos desenvolvidos por escolas da região, alcançando milhares de pessoas.

Os trabalhos finalistas e os grandes vencedores da noite foram: Escola Municipal Jair Noronha, Escola Municipal Raimundo Campos, Escola Municipal Judith Augusta, Escola Municipal Napoleão Reis, APAE Congonhas, Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia de Minas Gerais (Ensino Técnico e Superior), Instituto Miguel Fernandes Torres e Associação dos Catadores de Materiais Recicláveis e Reaproveitáveis de Ouro Branco.

Entre os ganhadores da noite está o projeto “Educação Sustentável, escola incomparável” da Escola Municipal Napoleão Reis, de Conselheiro Lafaiete, que conquistou pela primeira vez o Prêmio Gerdau Germinar. A iniciativa voltada para alunos do Ensino Médio prevê a criação de um sistema de captação e reaproveitamento de água pluvial e recursos sólidos, que promete envolver toda a comunidade escolar. “Nós idealizamos esse projeto com o objetivo de integrar alunos e toda a sociedade, formando multiplicadores a partir da promoção de uma consciência responsável sobre o uso dos recursos naturais. Esse investimento veio na hora certa e queremos que a iniciativa continue por muitos anos”, aposta Jéssica Vieira Lopes, professora de química e uma das idealizadoras do projeto.

Cada projeto premiado receberá um aporte de R$ 15 mil, ao longo de dois anos, para implantar a iniciativa apresentada. Ao todo, serão investidos R$ 120 mil nas instituições.

Comitiva de Ouro Branco na premiação

Escolas públicas dominam a premiação

A importante presença das escolas públicas no ranking geral reflete a consolidação do trabalho realizado pelo programa Gerdau Germinar, em parceria com as secretarias municipais de educação. “Ao longo desses 29 anos do programa, nós conseguimos tornar o Gerdau Germinar algo muito maior do que o Biocentro. Hoje, a educação ambiental faz parte do currículo escolar da nossa região e temos a oportunidade de contribuir, de forma efetiva, para a formação de cidadãos engajados com o futuro”, afirma Fernanda Montebrune, analista de Desenvolvimento Ambiental do Programa.

Vencedores do VI Prêmio Gerdau Germinar

Categoria Sementinha (Educação Infantil)
Escola Municipal Jair Noronha: “Renascer: viveiro de produção de flores, legumes e hortaliças”

Categoria Raiz (Ensino Fundamental I)
Escola Municipal Raimundo Campos: “Água de mina: comunidade de Olaria”

Categoria Folha (Ensino Fundamental II)
Escola Municipal Judith Augusta: “Conhecimento sustentável, cidadão empoderado”

Categoria Fruto (Ensino Médio)
Escola Municipal Napoleão Reis: “Educação sustentável, escola incomparável”

Categoria  Flor (Ensino Especial)
APAE Congonhas: “Águas que se multiplicam: captar para ajudar”

Categoria  Árvore (Ensino Técnico e Superior)
Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia de Minas Gerais, campus Ouro Branco: Brigadista aéreo

Categoria Floresta (ONGs)
Instituto Miguel Fernandes Torres: “Água que alimenta”
Associação dos Catadores de Materiais Recicláveis e Reaproveitáveis de Ouro Branco (Ascob): Coleta seletiva solidária

 

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!