Fato Real
Destaque Polícia

Agressão a idosa provoca revolta e manifestação em Santana dos Montes

Marcas da agressão ficaram no corpo da senhora

A denúncia do desrespeito à pessoa humana e a postura de um policial militar a serviço na cidade levaram os moradores de Santana dos Montes a convocar um ato público em forma de uma caminhada para o fim da tarde desta segunda-feira (29/04). O ato foi motivado por repetidas denúncias de atitudes agressivas e truculentas atribuídas a um único policial militar,  cuja brutalidade teria entre as vítimas uma idosa e uma adolescente.

Ferimentos no braço da idosa agredida

No episódio mais recente, tornado público pela família em redes sociais e apelos à imprensa, ocorrido na última quinta-feira, dia 25/04 este policial teria agredido uma senhora de 82 anos de idade. Segundo versão de populares e familiares tudo começou quando uma viatura interceptou, por direção perigosa, o condutor de uma moto, filho da vítima, flagrado pilotando com sinais de embriaguez. Segundo estes relatos, mesmo não tendo oferecido resistência à abordagem, o homem foi agredido pelo policial antes de ser colocado na viatura que o levaria para prestar esclarecimentos na delegacia. A mãe interveio, implorando que as agressões ao filho parassem, o que acabou voltando a ira do militar para a idosa, com empurrões, safanões e pontapés.

Com diversos hematomas pelo corpo, a idosa foi socorrida e atendida na policlínica municipal de Conselheiro Lafaiete. A covardia do policial revoltou os familiares da senhora. Em manifestação nas redes sociais, os parentes ressaltam que não têm nenhuma queixa contra a polícia, muito menos contra os demais agentes que atuaram na ocorrência, ressaltando que a conduta absurda e deplorável se restringiu exclusivamente ao militar  apontado na denúncia.

Outro caso

Menor ficou com hematomas no corpo

O mesmo policial já havia sido apontado como autor de outro episódio recente. Abordado em uma estrada vicinal na zona rural de Santana, um casal foi  agredido e posteriormente a justificativa foi de que teria sido confundido com uma dupla de bandidos em cuja captura a Polícia Militar estava empenhada. A namorada, que seria menor de idade, foi violentamente agredida  com uma paulada na cabeça, que chegaram a rachar o capacete que usava.

Palavra da PM

O Fato Real solicitou informações oficialmente ao 31º Batalhão de Polícia Militar através da assessoria de comunicação sobre o caso e quais ações estariam ocorrendo para apuração do caso e ações a serem tomadas em relação à denúncia da má conduta do policial, no entanto, até o fechamento desta matéria ainda não havia recebido resposta.

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!